21 de julho de 2024
Josiane Coutinho

Petista pede desculpas por erro cometido em rede social

O novo diretor do Procon-Goiânia, Miguel Thiago, apresentou desculpas públicas em virtude da repercussão da frase dita por sobre tatuagens e bandidos. Em nota à imprensa, o petista afirma que não tem “nada contra quem usa tatuagens” e que respeita quem tem. Abaixo, o documento enviado ao Diário de Goiás.

 

NOTA À IMPRENSA

Começo essa nota pública com um sincero pedido de desculpas. Errei no comentário postado nas redes sociais sobre tatuagem. Afirmo, aqui, que não sou preconceituoso. Não tenho nada contra quem usa tatuagens. O ato de ter ou não é uma decisão de cada pessoa. E, respeito essas decisões.

Em toda a minha vida, na militância estudantil, sindical, popular ou partidária sempre pautei-me pelo respeito ao ser
humano. Jamais quis criar um constrangimento para quem usa tatuagem. Reafirmo meu pedido público de desculpas.
Aprendi com esse fato que uma frase mal colocada, mesmo no desespero de um momento, pode ferir alguém e causar desconforto. Peço a compreensão para o momento que eu e minha família estamos passando. Como pai de família senti o medo que toma conta de uma grande parcela da população. Não é fácil ver as pessoas que você ama e cuida sobre a ameaça de uma arma de fogo. A gente se sente incapaz.
E esse medo e insegurança levou-me a cometer o erro que cometi.
Peço desculpas não apenas por que o fato ganhou repercussão mas, por ter magoado pessoas com meu comentário. Assumo o compromisso de buscar reparar esse erro no dia a dia com ações concretas na defesa da liberdade de opinião e ações de cada ser humano. Desculpas.

Miguel Tiago


Leia mais sobre: Josiane Coutinho