25 de junho de 2022
Eleições 2022 • atualizado em 26/05/2022 às 22:08

Pesquisa Real Time Big Data para o Senado aponta liderança de Marconi com 27%; João Campos aparece com 9%

Pesquisa encomendada pelo Instituto Real Time Big Data e divulgada pela Record Tv aponta que o ex-governador Marconi Perillo está à frente na pesquisa para o Senado
O ex-goverandor está com 27% contra 9% para o segundo colocado, o deputado federal João Campos (Foto: Arquivo)
O ex-goverandor está com 27% contra 9% para o segundo colocado, o deputado federal João Campos (Foto: Arquivo)

Pesquisa encomendada pelo Instituto Real Time Big Data e divulgada pela Record Tv na noite quinta-feira (26) aponta que o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) está à frente nas intenções de voto para o Senado. Ainda sem definir se vai concorrer ao Palácio das Esmeraldas ou a única cadeira disponível para o Senado, o tucano aparece com 27% das intenções de voto. São 18% à frente do segundo colocado que é o deputado federal João Campos (Republicanos), que é citado por 9% dos eleitores goianos. O instituto, como adiantado pelo Diário de Goiás, testou sete nomes na pesquisa de intenção de voto para o Senado.

O republicano está empatado tecnicamente (dentro da margem de erro, que é de 3% para mais ou para menos) com outros quatro nomes pré-candidatos ao Senado. Empata com o ex-ministro das Cidades Alexandre Baldy (Progressistas), que está com 8%, com o deputado federal Delegado Waldir (União Brasil), que aparece com 7% e com o ex-senador Wilder Morais (PL), que é lembrado por 5%. O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSD), que anunciou sua pré-candidatura na última semana foi citado por 3% do eleitorado. O ex-presidente do Vila Nova Leonardo Rizzo (Novo) que foi testado pela primeira vez é citado por 1%. Nulos e brancos (18%) e não sabem (22%) somam 40%. Não foram testados outros cenários.

Veja também: Pesquisa aponta Caiado com 33%, Marconi com 18% e Mendanha com 16%

Continua após a publicidade

Na pesquisa espontânea, quando não são apresentados os nomes dos pré-candidatos aponta o tucano à frente, com 5%. O ex-ministro da Economia Henrique Meirelles (União Brasil), Delegado Waldir e João Campos foram citados por 1%. Nulos e brancos (25%) e não sabem (67%) somam 92%.

Esta foi a segunda pesquisa encomendada pela Record TV. Na primeira pesquisa, o tucano oscilou dentro da margem de erro. Saiu de 24% para 27%. Campos, Baldy e Wilder também oscilaram positivamente. Campos e Baldy tinham 6% contra 5% para Wilder Morais. O cenário com sete nomes foi bem mais reduzido do que o primeiro. Em fevereiro também foram testados Henrique Meirelles (14%) que desistiu de concorrer ao Senado, Dr. Zacharias Calil (7%), Rubens Otoni (5%) e Luiz do Carmo (2%). Destes, o único que mantém a pré-candidatura é o senador Luiz do Carmo, que está no PSC, e articula sua candidatura.

Metodologia

Continua após a publicidade

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número GO-02079/2022. Como citado acima, a margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Real Time Big Data entre os dias 24 e 25 de maio, quando foram entrevistados 1,5 mil eleitores goianos e a margem de confiabilidade da pesquisa é de 95%.