09 de agosto de 2022
Eleições 2022 • atualizado em 03/08/2022 às 11:26

Pesquisa Genial/Quaest: Lula tem 44% das intenções de voto e Bolsonaro, 32%

Na pesquisa estimulada, diferença entre os candidatos diminuiu para 12%
No comparativo com pesquisa divulgada em junho, Lula (PT) perdeu 2 pontos percentuais enquanto Bolsonaro (PL) ganhou 2 pontos percentuais; (Foto: Montagem DG)
No comparativo com pesquisa divulgada em junho, Lula (PT) perdeu 2 pontos percentuais enquanto Bolsonaro (PL) ganhou 2 pontos percentuais; (Foto: Montagem DG)

A nova rodada da pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (03), aponta que, mesmo que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) siga liderando as intenções de voto em 1º turno, a disputa à Presidência da República começa a ficar mais apertada. No voto estimulado, o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, aparece com 44% das intenções de voto em 1º turno, contra 32% do atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL).

Na sequência, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 5%, André Janones (Avante) e Simone Tebet (MDB), com 2% cada e Pablo Marçal (PROS), com 1%. Os demais candidatos não pontuaram. Se declararam indecisos 6% da amostra e, outros 6% declararam voto branco/nulo ou que não votarão nas eleições.

Lula tem 44% e Bolsonaro 32% das intenções de voto no 1º turno (Foto: Reprodução Genial/Quaest)

No comparativo com as duas rodadas anteriores da pesquisa, divulgadas em junho e julho de 2022, respectivamente, foi observado que Lula (PT) perdeu 2 pontos percentuais, passando de 46 em junho, para 45, em julho, e chegando a 44, em agosto. Já Bolsonaro (PL) ganhou 2 pontos percentuais, passando de 30, em junho, para 31 em julho e 32 em agosto.

Continua após a publicidade

Questionados sobre o que têm mais medo, 48% dos entrevistados responderam que é a continuidade do governo Bolsonaro. Outros 38% afirmaram que é a volta do PT ao poder. Já para 6%, o medo é tanto a continuidade do governo Bolsonaro quanto o retorno do PT ao poder. Outros 3% responderam que é nenhuma das duas situações e 5% não souberam ou não responderam.

LEIA TAMBÉM: Caiado não quer nacionalizar eleições e deve evitar críticas a Lula (diariodegoias.com.br)

Avaliação governo Bolsonaro

Com relação a avaliação do governo Bolsonaro, a pesquisa mostrou que 43% o avaliam de forma negativa, quatro pontos percentuais a menos do que a última avaliação, em julho de 2022. Para 27% o governo tem avaliação positiva, mesmo índice dos que o avaliam de forma regular. Em julho, os índices eram de 26% e 25%, respectivamente. Outros 2% não souberam responder.

Continua após a publicidade

O levantamento foi encomendado pelo banco Genial. Foram consultados 2 mil eleitores entre os dias 28 e 31 de julho. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o código BR-02546/22.