17 de abril de 2024
Esportes

Perto do Flamengo, Guerrero pode não atuar em ‘despedida’ contra o Palmeiras

São Paulo – O Corinthians vive um dilema na semana do clássico contra o Palmeiras, no domingo, no estádio Itaquerão, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Vale a pena escalar dois jogadores que já se sabe que não permanecerão no elenco? Um deles, o centroavante peruano Paolo Guerrero, está muito perto de acertar com o Flamengo.

Este é um dos temas que serão discutidos em uma reunião entre diretoria e comissão técnica. Tite só vai escalar Guerrero – e também o atacante Emerson – se tiver o aval da direção. A situação é delicada. Principalmente a do peruano, que foi hostilizado e chamado de mercenário por torcedores do Corinthians no retorno do time a São Paulo após o empate sem gols com o Fluminense.

O contrato de Guerrero termina no dia 15 de julho, mas logo depois do clássico ele se apresentará à seleção peruana para a disputa da Copa América, competição que vai até 4 de julho. O peruano recebeu uma proposta melhor do Flamengo e decidiu não renovar contrato com o Corinthians. Em meio à negociação com o clube carioca, o peruano estará focado no jogo de domingo?

“Nossa intenção é ter todos os atletas de corpo e alma no clássico. Esse é um ponto importante, vamos conversar”, afirmou o gerente de futebol Edu Gaspar. “Sempre temos reuniões e nesta semana essa é uma das pautas”.

Na última sexta-feira, o presidente Roberto de Andrade afirmou que, por razões financeiras, Guerrero não permaneceria no clube. No sábado, os empresários do jogador confirmaram a saída do atleta. Depois que a decisão foi tomada, o Corinthians até liberaria o peruano antes do término do contrato. Seria uma forma de economizar ao menos dois meses de salário.

A situação de Emerson é semelhante. Ele tem contrato até 31 de julho e se algum clube demonstrar interesse em contratá-lo, a diretoria facilitará a sua saída para economizar o pagamento de seu salário. As saídas dos dois representam uma economia de R$ 1 milhão por mês, valor considerável para um clube que passa por uma crise financeira.

Tite ficou em uma situação difícil. Nos últimos jogos, ele deixou Emerson no banco de reservas porque já sabia que o atacante não continuaria no clube. O Flamengo também sondou o volante Elias, mas o volante vai permanecer no Corinthians. O seu contrato vai até 2017 e o clube ainda tem de pagar cerca de R$ 7 milhões ao Sporting Lisboa, de Portugal, pela sua compra.


Leia mais sobre: / Esportes