13 de julho de 2024
Saúde • atualizado em 30/12/2023 às 09:11

Período chuvoso: Aparecida alerta população para o combate ao mosquito da dengue

SMS Aparecida promove ação de conscientização dos moradores para prevenir focos de água parada e combater o avanço da dengue e doenças transmitidas pelo Aedes aegypti 
Foto: Jhonney Macena
Foto: Jhonney Macena

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) faz um alerta a população para a prevenção de focos de água parada neste período chuvoso. Nesta época, os criadouros do mosquito da dengue tendem a aumentar e é necessário um esforço conjunto para prevenir o avanço da doença no município.

Em 2023, Aparecida registrou o aumento do índice de infestação das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Durante todo o ano, foram 16 mil casos de dengue notificados pela SMS, e desses, 12.465 foram confirmados. Além disso, a Secretaria já contabiliza um óbito causado pela dengue e outros seis casos estão sob investigação.

LEIA TAMBÉM: Zika e Dengue podem ser agravadas por mudanças climáticas, aponta estudo

Conforme a coordenação de zoonoses do município, os bairros com mais focos de dengue são: Setor Buriti Sereno, Expansul, Colina Azul, Jardim Tiradentes, Independência Mansões, Jardim Olímpico, Serra Dourada I, Bairro Independência e Cidade Livre. Segundo a SMS, 70% dos focos de dengue são registrados dentro das residências e os outros 30% correspondem a lixos, pneus e entulhos descartados irregularmente que se tornam criadouros de larvas do mosquito.

Ações de prevenção

O coordenador de vigilância, saúde ambiental e zoonoses de Aparecida, Edson Fernandes afirma que a população deve se empenhar em diminuir os focos do mosquito da dengue e criadouros de larvas dentro de casa. “É necessário que a população verifique e limpe periodicamente calhas, caixas d’água, vasos de plantas, pneus, garrafas e outros recipientes que possam acumular água”, pontua.

Com ação voltada para a prevenção contra descarte irregular de lixo e proliferação de criadouros, Aparecida dispõe do Disque-busca, que faz a retirada e a destinação correta de móveis velhos, eletros e eletrônicos. O serviço é gratuito e funciona de segunda a sexta-feira. A solicitação é feita através do telefone 3545-9969 e 3283-3644.


Leia mais sobre: / / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.