25 de julho de 2024
Política

Perillo faz espetáculo para apresentar balanço em que abusa de números

Na prestação de contas de 2 anos do governo, Marconi Perillo(PSDB) abusou da divulgação de números. Aliás, é uma especialidade dele. Fato bem conhecido do perfil do político. O que interessa é divulgar muitos números, e foi assim. O evento eve uma estrela: Perillo e não sobrou espaço para mais ninguém.
O teatro do Centro Cultural Oscar Niemeyer ficou lotado com os assessores do governador Perillo e muitos comissionados. Em dois tempos, a prestação de contas de 2012 e 2011 teve produção aos moldes de um espetáculo. Foram distribuídos centenas de exemplares de um caderno com a prestação de contas e apresentado um vídeo com cerca de 20 minutos de duração. Os dois materiais enfatizaram os vários números preparados para o evento.
Na segunda parte, Marconi Perillo subiu para um discussão com aprentação de slides nos 6 telões de “LED” posicionados lado a lado. Sozinho, do começo ao fim, no palco, Perillo discursou por 57 minutos, com um texto preparado com mais números. Do começo ao fim.
LEIA MAIS: VEJA A APRESENTAÇÃO DO GOVERNADOR E CONHEÇA OS NÚMEROS.
Área por área, o governador apresentava o que era selecionado para mostrar que o governo do Estado de Goiás, em 2011 de 2012, foi um sucesso administrativo. Nos dados financeiros que têm relação com financiamento, verbas ou contratos de investimento do Governo Federal, Perillo citava a parceria com o governo Dilma. Hora, sim. Hora, não. No caso do VLT de Goiânia, o slide mostra o investimento de 275 milhões, mas não informa que é do PAC da Mobilidade. Aliás, a palavra PAC foi ignorada.
Mesmo assim, Perillo mais de uma vez citou uma “profícua” relação com o governo de Dilma. No entanto, ao tratar de saneamento, o que a área está investindo, no PAC DO SANEAMENTO, foi totalmente ignorado. Tanto no discurso, quanto no texto do caderno de prestação de contas, na página 34.
SEM QUESTIONAMENTO – A prestação de contas dos dois anos do governo de Marconi Perillo teve ares de espetáculo, mas não foi oferecida chance à imprensa para que fizesse questionamentos sobre o conteúdo apresentado. Cercado por jornalistas, ao fim, o governador limitou-se a desejar um feliz natal a todos.


Leia mais sobre: Política

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .