25 de fevereiro de 2024
Relatório final

Perícia aponta que não houve falha humana ou mecânica em acidente que matou Marília Mendonça 

Segundo a aeronáutica também não houve erro dos pilotos e que os cabos da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) foi o que motivou a queda
Marília Mendonça e outros quatro passageiros morreram no dia 5 de novembro de 2021. (Foto: Divulgação)
Marília Mendonça e outros quatro passageiros morreram no dia 5 de novembro de 2021. (Foto: Divulgação)

O relatório final das investigações do acidente aéreo que matou a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas, foi divulgado nesta segunda-feira (15). Segundo as investigações, não houve falha humana ou mecânica que tenha provocado o acidente.

Segundo a aeronáutica também não houve erro dos pilotos e que os cabos da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) foi o que motivou a queda.

Mesmo assim, a investigação afirma que “a mudança da rota [realizada pelos pilotos] não demonstra erro”. Assinada pelo Cenipa, o laudo ainda diz que a aeronave estava dentro dos padrões e não foi encontrada qualquer irregularidade.

“O Cenipa não aponta culpados. A intenção do órgão é criar um ambiente para que situações futuras sejam evitadas”, destacou o advogado da cantora ao colunista Leo Dias, do site ‘Metrópoles’.

Relatório preliminar

O relatório preliminar disponibilizado pelo Cenipa, em novembro do ano passado, detalhou que o avião, durante descida para pouso, colidiu com uma das linhas de distribuição de energia da Cemig.

Um cabo foi encontrado em uma das hélices da aeronave, mas peritos particulares contratados pela família verificaram que a torre contra a qual o avião colidiu não tinha sinalização.

Na ocasião, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) divulgou, também, o laudo de conclusão das investigações. A instituição apurou que o piloto da aeronave não teria seguido o padrão de pouso do aeródromo e que ele se aproximou pelo lado correto, mas “se afastou muito” do local recomendado e saiu da zona de proteção.

Uma das hipóteses levantadas pela polícia para explicar por que o piloto fugiu do padrão seria que ele tivesse tentado fazer um pouso “mais suave”.

Causa das mortes

No dia 25 de novembro de 2021, a investigação revelou qual foi a causa da morte da cantora Marília Mendonça e dos outros quatro ocupantes da aeronave que caiu na cachoeira. A artista faleceu em decorrência de um politraumatismo, ocasionado durante a queda do avião.

Em coletiva, os profissionais explicaram que todos faleceram devido ao choque que a aeronave teve com o solo. Ou seja, todos perderam a vida quando chegaram ao chão.

O acidente

Marília Mendonça morreu em um acidente aéreo em 5 de novembro de 2021, aos 26 anos. A cantora, acompanhada do produtor Henrique Ribeiro e do tio Abicieli Silveira Dias Filho, embarcou em um táxi aéreo em Goiânia com destino a Caratinga, no interior de Minas Gerais, onde tinha um show agendado.


Leia mais sobre: / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.