23 de abril de 2024
Saldo positivo • atualizado em 02/02/2024 às 17:47

Pelo 3º ano, Goiás lidera ranking de geração de empregos no Centro-Oeste

O Estado fechou 2023 com saldo positivo de 50.246 novas oportunidades
Goiás lidera criação de empregos no Centro-Oeste. Foto - Wesley Costa.
Goiás lidera criação de empregos no Centro-Oeste. Foto - Wesley Costa.

O Estado de Goiás é líder na geração de empregos da região Centro-Oeste, conforme dados do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Pelo terceiro ano consecutivo, Goiás fechou 2023 com saldo positivo de 50.246 novas oportunidades. Completando o ranking, o Estado de Mato Grosso ficou em segundo lugar com 40.726, Distrito Federal, em terceiro com 36.968 e em quarto lugar ficou Mato Grosso do Sul, 27.986 novos empregos.

Em uma escala a nível nacional, o território goiano é o 9º que mais gera postos formais de trabalho. De acordo com o governador Ronaldo Caiado, desde a pandemia da Covid-19, em 2021, o Estado se mostra de forma positiva na Região Centro-Oeste.

“Goiás desponta de forma positiva na região Centro-Oeste desde o auge da pandemia de Covid-19, em 2021. Foi exatamente neste período que intensificamos ações em prol da geração de empregos, como o trabalho de fortalecimento de pequenas empresas e a atração e expansão de indústrias”, destaca.

Estoque de empregos

O novo Caged mostra também uma crescente anual constante no estoque de empregos em Goiás. O indicador mostra a quantidade total ativa de vínculos celetistas, que atualmente está em 1.429.809.

Em 2020, o estoque era de 1.117.679, aumento de 252.130 no período de três anos. Significa dizer que Goiás aumentou em 21,4% o número absoluto de carteiras assinadas.


Leia mais sobre: / / / Cidades