14 de junho de 2024
Lênia Soares

Paulo Garcia toma posse com discurso mais duro

O PT cresceu e apareceu. Após sucesso nas eleições municipais, o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), resolveu engrossar a voz. No discurso de posse, realizado na tarde desta terça-feira, 1o, no Teatro Rio Vermelho, o petista reforçou o tom de oposição e teceu críticas ao governador Marconi Perillo (PSDB).
Na cerimônia, também foram empossados os novos – alguns, não tão novos assim – 35 vereadores da Capital, e o vice-prefeito, Agenor Mariano (PMDB). Quem presidiu a solenidade foi o vereador Virmondes Cruvinel (PSD), mais votado em 2012.
A reação de Paulo Garcia ocorreu após o discurso do tucano Anselmo Pereira, que falou em nome da oposição e não deixou de fazer seu papel. Reclamou. “Esperamos que nesta gestão que se inicia, o Executivo olhe mais para as dificuldades da cidade. Esperamos que o Poder Público seja menos ausente das necessidades dos cidadãos”, bateu, sem luva de pelica.
Anselmo aproveitou o ensejo para fazer mais: promover o governo Estadual. “Torcemos para que a prefeitura abra seus braços aos projetos do governador que visam a melhoria da qualidade de vida nesta cidade. A instalação do VLT é um exemplo”, continuou.
Em resposta, o prefeito agora eleito por contra própria e reempossado, mais distante da sombra de Iris Rezende (PMDB), alfinetou: “Posso garantir que cumpriremos todos os nossos compromissos de campanha eleitoral. Garanto também que faremos de tudo para que Goiânia seja beneficiada com todos os projetos que auxiliem nosso crescimento. O que não faremos são peças mercadológicas e publicitárias que iludem os eleitores que nos honraram com promessas que nunca serão cumpridas.”
Com o tom adotado, a leitura foi direta: Paulo Garcia ensaiou o início de uma liderança que a oposição ainda espera, para tentar voltar ao poder no Estado em 2014. Legitimado nas urnas, o prefeito elevou o partido que, até então, esteve em segundo plano e se apresentou como um nome que, embora negue, ganha cada dia mais espaço nas especulações como aquele que pode unir os oposicionistas daqui a dois anos.
A nova movimentação esboça uma tendência em que os figurantes podem passar ao posto de protagonistas. Claro, Iris Rezende não está sendo ignorado neste processo. Paulo Garcia, em todo momento, faz questão de deixar claro sua lealdade à bênção de seu “padrinho” político. Até agora, uma lealdade a toda prova.

VEJA A ÍNTEGRA DO DISCURSO DE POSSE DO PREFEITO DE GOÂNIA, PAULO GARCIA:

PARTE 1

{youtube}2PFl5apM0QA{/youtube}

PARTE 2

{youtube}a4ArCYpvWx0{/youtube}

 


Leia mais sobre: Lênia Soares