17 de junho de 2024
Notícias do Estado

Paulo Garcia é eleito prefeito de Goiânia em vitória que só Íris conseguiu

Na apuração parcial, o candidato à reeleição e seu vice, Agenor Mariano, são eleitos com 57,61% dos votos válidos, e assumem a gestão municipal depois de uma campanha que demonstrou a força da Coligação Goiânia Cidade Sustentável

Após 90 dias de trabalho árduo e muita dedicação, a campanha da Coligação Goiânia Cidade Sustentável (PT, PMDB, PDT, PSB, PRB, PR, PTN, PSDC E PRTB) chega ao fim e comemora o brilhante resultado conquistado no pleito de 2012. Paulo Garcia e seu vice, Agenor Mariano, foram eleitos pela população goiana em primeiro turno com 57,61% dos votos válidos na apuração parcial de 93,92% das urnas. O atual prefeito da cidade que continua na gestão até 2016, celebrou a vitória e fez um balanço sobre a campanha. 

“Fizemos uma campanha propositiva em que nós nos apresentamos à cidade de Goiânia pra que ela soubesse quem somos, o que pensamos, o que desejamos, que basicamente é uma construção coletiva de uma cidade com cada vez mais qualidade de vida e sustentabilidade. Hoje é uma festa, uma festa da democracia, espero que Deus abençoe a todos nós, nós vamos continuar com muita responsabilidade, com muita seriedade e com muito respeito ao eleitor”, garantiu Paulo, que pontuou ainda o trabalho coletivo de toda a equipe de campanha e a união dos 9 partidos da coligação como fundamentais para a vitória. 

O prefeito disse ter a sensação de “dever cumprido”. “Foi uma campanha com o coração aberto, uma campanha alegre, uma campanha feliz, sem rancor e sem ódio no coração. Eu penso que o resultado de hoje é o que plantamos, um esforço coletivo de milhares de homens e mulheres que construíram todo esse processo e hoje chegamos no resultado que esperávamos”, assegurou Garcia. Lembrando de seu plano de governo para os próximos quatro anos, lançado oficialmente no dia 28 de setembro, Paulo ressaltou que o projeto que a Coligação tem para Goiânia será mantido. “Nós nos apresentamos e mostramos nosso plano de governo, nosso projeto, quem somos e o que pensamos. As pessoas podem ter certeza que não vou decepcioná-las, elas podem confiar em mim. Eu vou cumprir o nosso programa de governo”, assegurou.

O ex-prefeito Iris Rezende já estava confiante na vitória de Paulo Garcia e comemorou com o companheiro o resultado positivo. “Essa foi uma eleição tranquila. O povo está consciente de que estará mantendo na chefia do executivo uma pessoa dotada de muita responsabilidade, de muita humildade”, destacou Iris.

Osmar Magalhães, coordenador geral de campanha, elogiou a determinação de Paulo, que orientou todos os trabalhos realizados pela equipe: “O prefeito Paulo Garcia, desde o início, disse que ia apresentar o que fez e o que vai fazer no próximo mandato. A campanha toda foi nessa perspectiva”. O coordenador explicou que Goiânia é uma cidade com uma excelente qualidade de vida, mas não está imune a problemas de toda ordem e que Paulo Garcia sempre reconheceu isso. “Se não houvesse problemas, não haveria necessidade de um bom administrador”, declarou. Magalhães ressaltou que Paulo, em apenas 2 anos e 5 meses, fez uma administração voltada para a área social, para o atendimento humanizado da população, e inaugurou neste período mais de 200 obras. “Ele mostrou que é um prefeito tocador de obra. Sucedeu o ex-prefeito Iris Rezende, o que era um desafio quase intransponível, e mostrou que era possível, mostrou sua capacidade”.  E completou: “Temos certeza que, além do prefeito Paulo Garcia, vamos eleger uma grande bancada de vereadores para dar sustentação a ele na Câmara Municipal”.

Sobre a parceria PT-PMDB, Osmar Magalhães disse que esta coligação é “um dos fatores importantes”, mas que é imprescindível destacar a participação dos demais partidos. “Foram 9 partidos nesta aliança. Evidentemente que na chapa majoritária são 2, do atual prefeito Paulo Garcia e do vice Agenor Mariano, mas que os demais partidos estiveram sempre presentes na aliança, na campanha, tiveram chapas de vereadores que vão eleger suas bancadas e para nós vai ser importante que os partidos aliados elegem suas bancadas”, pontuou.

Valdi Camarcio, presidente estadual do PT, definiu a campanha de Paulo Garcia como “uma bela campanha”. “Estive conversando com várias outras pessoas que fizeram campanhas anteriores e todos dizem que nunca viram uma campanha como essa: limpa, agradável, propositiva. Isso o diferenciou muito dos outros candidatos. Quem quer governar uma cidade como Goiânia tem que entender que o povo é exigente. Eles querem alguém que realmente tenha compromisso, mas que também tenha seriedade naquilo que vai fazer. A campanha de Paulo Garcia mostrou isso durante toda o tempo com uma linha de atuação totalmente propositiva e respeitosa com a população da cidade. Por isso nós, da direção do partido, estamos extremamente orgulhosos do nosso candidato e da campanha que realizou”, relatou Valdi.

Luis César Bueno, deputado estadual e presidente Municipal do PT, foi enfático ao elogiar o trabalho realizado durante a campanha: “esta campanha enfrentou vários obstáculos, mas chegou de forma firme, bastante consistente, onde o nosso projeto político, de uma cidade sustentável, que quer Goiânia para todos e com qualidade de vida, foi a melhor avaliada pela população. A campanha de Paulo Garcia foi uma campanha equilibrada em todas as zonas eleitorais, em todos os segmentos da sociedade. Portanto, uma campanha vitoriosa, memorável e que vai ficar na história da cidade”, acentuou o deputado.

Ivanor Florêncio, coordenador de mobilização, explicou como foi realizado o trabalho de sua equipe. “Fizemos um trabalho em cima de pesquisas, em cima de dados. Viemos fechando Goiânia até encerrar no centro da cidade. Fizemos primeiro todos os bairros periféricos e viemos chegando até o centro. A campanha foi propositiva a medida que a sociedade entendeu nossas propostas. Conseguimos dialogar com a sociedade através dos programas de televisão e rádio, junto com um trabalho de rua, em que conseguimos movimentar e mover a cidade em torna desta candidatura. Muito real, essa campanha conseguiu chegar no povo, conseguiu tocar no coração e na alma do povo goianiense”, arrematou Florêncio.

Para Roni Barbosa, coordenador setorial de campanha, “esta campanha foi surpreendente”. Roni disse que “talvez de todas as campanhas, esta tenha sido a que mais facilitou o processo de articulação entre os movimentos sociais, de modo a construir um projeto que envolva todos os segmentos da sociedade civil organizada, na perspectiva de estamos somando no sucesso da gestão do próximo prefeito. Negros, mulheres, juventudes, LGBTs, deficientes, meio ambiente, transporte, saúde, movimentos de moradia e movimentos comunitários foram os movimentos que agregaram durante toda a campanha, fazendo da sua forma, do seu jeito, a campanha que considerava necessária. Foi uma coisa muito bonita”, acentuou o coordenador. 

Paulo Cesar Fornazier, da coordenação, citou o destaque dado ao mote principal da campanha: sustentabilidade. “A campanha foi muito positiva. O Paulo passou uma mensagem de sustentabilidade, esse desafio do novo século, que é discutir o meio ambiente, criar propostas, cuidar da mobilidade urbana, dos espaços e tudo foi muito interessante. Muitas pessoas falavam no início da campanha que não conseguiríamos levar o que é sustentabilidade para a cidade, mas conseguimos. Isso é um marco na história da cidade, que completará 80 anos, a gente discutir, principalmente, o que é melhor para o presente construindo um novo futuro para as próximas gerações”, pontou Fornazier. 


Leia mais sobre: Notícias do Estado

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .