13 de abril de 2024
RISCO • atualizado em 10/12/2023 às 16:08

Parte da mina de Braskem se rompe, segundo informações da Defesa Civil de Maceió

Segundo Defesa Civil, local segue sendo monitorado e os danos ambientais estão sendo avaliados
A área do bairro do Mutange estava sob alerta de risco de colapso e já estava desocupada. (Foto: Reprodução)
A área do bairro do Mutange estava sob alerta de risco de colapso e já estava desocupada. (Foto: Reprodução)

Parte da mina de Braskem, em Maceió, se rompeu neste domingo (10), segundo informações da Defesa Civil do município. A área do bairro do Mutange estava sob alerta de risco de colapso e já estava desocupada. O local segue sendo monitorado.

De acordo com informações dadas pelo coordenador da Defesa Civil de Maceió, Abelardo Nobre, ao g1, não existe risco de o rompimento ser ampliado, entrando agora em ritmo de desaceleração. “O que aconteceu já estava dentro da área de previsão. Foi algo isolado e as outras áreas que estão sendo monitoradas por sensores não apresentaram nenhuma alteração. Pelas imagens, foi uma medição pequena”, explicou.

Segundo ele, os danos ambientais causados pelo rompimento de parte da mina estão sendo avaliados e pode-se dizer que houve um pequeno tremor antes de tudo acontecer. “Agora vamos continuar monitorando a área e avaliar os danos ambientais. Reforçar também para as pessoas ficarem longe do local”, disse.

A mina sob alerta é uma das 25 que a Braskem mantinha em Maceió para extração de sal-gema. As primeiras rachaduras em casas e ruas surgiram há cinco anos e, por isso, mais de 14 mil imóveis precisaram ser evacuados em cinco bairros da cidade. Com isso, aproximadamente 60 mil pessoas foram afetadas.


Leia mais sobre: / / Brasil

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.