18 de agosto de 2022
Trava limitadora • atualizado em 19/04/2022 às 14:00

Para presidente do BNDES, política de campeões nacionais limitou expansão do País

Segundo ele, o Brasil está passando de uma "economia centralizadora" para uma "economia descentralizada"
Gustavo Montezano, presidente do BNDES (Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil)
Gustavo Montezano, presidente do BNDES (Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil)

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, afirmou que a política de campeões nacionais limitou o crescimento do Brasil. O processo de descentralização da economia, na sua visão, é a chave para um crescimento mais material e prolongado no País.

“O processo de descentralização pode trazer um crescimento mais material para o Brasil no futuro”, disse Montezano, em evento organizado pela Brazilian-American Chamber of Commerce, na manhã desta terça-feira, mencionando avanços no setor de saneamento durante o governo de Jair Bolsonaro. “Não temos alternativa a não ser abrir mais a economia, a sociedade”, acrescentou.

Segundo ele, o Brasil está passando de uma “economia centralizadora” para uma “economia descentralizada”. O BNDES, acrescentou, está no centro desse processo.

Continua após a publicidade

O presidente do banco de fomento comentou ainda sobre a agenda verde no Brasil e o desafio do País de ser “mais presente” na educação.

Ele enfatizou ainda o papel do BNDES e disse que a agenda climática é “transversal” em todas as ações da instituição financeira.

“Nós estamos fazendo porque o Brasil comparado a outros mercados emergentes está bem posicionado e tem vantagens competitivas em energia sustentável”, afirmou Montezano. (Por Aline Bronzati e Eduardo Laguna/Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Leia mais sobre:
Brasil