20 de maio de 2024
Apoio ao RS

Pablo Marçal tem pedido atendido pela FAB para a busca de 20 toneladas de doações em Portugal

Força Aérea Portuguesa (FAP) irá trazer ao Brasil 20 toneladas de doações de Portugal para vítimas de enchentes no RS
Em suas redes sociais Pablo Marçal agradeceu atitude do comandante e informou que já foi enviada às informações ao Estado Maior. (Foto: Reprodução/Redes sociais).
Em suas redes sociais Pablo Marçal agradeceu atitude do comandante e informou que já foi enviada às informações ao Estado Maior. (Foto: Reprodução/Redes sociais).

Durante coletiva de imprensa realizada no último sábado (11), o comandante da Força Aérea Brasileira (FAB), tenente-brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno, afirmou que irá atender o pedido do empresário goiano Pablo Marçal para providenciar a entrega de 20 toneladas de doações arrecadas em Portugal para o Rio Grande do Sul. “Nós vamos cooperar com ele”, disse o comandante.

Segundo Damasceno, ele entrou em contato com o general João Cartaxo Alves, comandante da Força Aérea Portuguesa (FAP), solicitando o envio das doações por meio da aeronave KC 390. O comandante da FAB explica que não é viável mandar uma aeronave brasileira para buscar os insumos devido à demora de 35 horas para fazer o trabalho, tempo que poderia transportar mais de 150 toneladas no próprio território e entregar em Porto Alegre.

Essa atividade no avião nosso daqui, pra ir à Portugal, para buscar 20 toneladas, que é muito importante, qualquer cesta básica é importante, nos tomaria 35 horas. Então, neste momento é muito difícil a gente fazer uma extração de uma aeronave desta. Com essas mesmas 35 horas, ao invés de ir buscar 20 toneladas em Lisboa, consigo colocar 167 toneladas em Porto Alegre.

Comandante Marcelo Kanitz Damasceno

O tenente-brigadeiro do ar na entrevista pediu que Marçal ou alguém de sua equipe se prontificasse para definir um ponto de contato para a realização da operação. “Vamos colocar onde ele precisar e a partir dali entregar para que ele possa fazer essas doações o mais rápido possível”, solicitou.

Em suas redes sociais Pablo Marçal agradeceu ao Brigadeiro pela resposta e prontidão em ajudar e informou aos seguidores que já foi enviada às informações ao Estado Maior. “Parabenizem o comandante da Força Aérea Brasileira. Fica aqui registrado o meu respeito as instituições públicas e quero que todos saibam que eu não critiquei, eu pedi ajuda, chamei atenção dos governantes para juntos salvarmos o nosso povo”, disse o empresário.


Leia mais sobre: / / Brasil / Notícias do Estado

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019