27 de fevereiro de 2024
Busca e apreensão

Operação da Polícia Civil mira servidores da Câmara de Goiatuba por desvio de dinheiro público

A Operação Sétimo Mandamento teve por objetivo investigar crimes de fraude em licitação e desvio de dinheiro público
Polícia Civil de Goiatuba. (Foto: Divulgação / PC)
Polícia Civil de Goiatuba. (Foto: Divulgação / PC)

A Polícia Civil (PC) cumpriu, na última sexta-feira (21) o afastamento e suspensão do exercício da função pública e proibição de acesso ou frequência à Câmara Municipal de Goiatuba do Presidente da Casa e outros três servidores municipais. Após a Operação Sétimo Mandamento, deflagrada no dia 15 de julho de 2022, a Delegacia de Polícia Civil de Goiatuba representou pela medida cautelar que, após manifestação favorável do Ministério Público (MP), foi agora decretada pelo Poder Judiciário e devidamente cumprida.

A medida visa evitar a reiteração das condutas delitivas voltada exclusivamente ao prejuízo ao erário, mediante fraude nas licitações e ainda resguardando a investigação remanescente em curso. A PC investiga um total de 15 licitações suspeitas de fraude. Alguns dos inquéritos estão próximo de ser concluídos.

A Operação

A Operação Sétimo Mandamento teve por objetivo investigar crimes de fraude em licitação e desvio de dinheiro público na Câmara Municipal.

Após o cumprimento dos mandados de busca e apreensão em diversos locais, inclusive na Casa Legislativa, foram apreendidos diversos documentos e, desde então, em continuidade à investigação, apurou-se que, o Presidente da Câmara dos Vereadores e os três Servidores Públicos, ocupantes dos cargos de Diretor do Controle Interno, Tesoureiro e da Controladoria Interna, de forma reiterada continuaram praticando os delitos, realizando pagamentos de contratos por serviços não prestados e mercadorias não entregues, restando clara a reiteração do desvio de dinheiro público.

Nesse sentido, restou comprovado que, mesmo após a operação, as condutas persistiam, nada tendo sido feito pelos demais vereadores.

Até o final dessa matéria nossa reportagem entrou em contato com a prefeitura de Goiatuba e não tivemos retorno. O espaço fica aberto.


Leia mais sobre: / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.