12 de junho de 2024
Leandro Mazzini

Ônibus interurbanos terão reajustes de tarifas

Não bastasse o clamor nacional iniciado com a alta das tarifas de transportes municipais, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pode incitar mais manifestações populares. O órgão prepara resolução para reajuste das tarifas de ônibus de rotas interurbanas, interestaduais e internacionais para Julho, como de praxe todos os anos. Os valores pesarão no bolso dos usuários das regiões metropolitanas – justamente o foco das manifestações – que transitam em conurbações num raio de 65 km.  


Os Índice$

O reajuste da ANTT é nacional e sai por Resolução todo 1º de Julho. Ano passado, o índice foi de 2,87% para ônibus ‘semiurbanos’. Em 2011, a facada foi de 4,63%.

Pedágio acelerado

A agência também reajusta pedágios de rodovias, como a presidente Dutra Rio-SP, e da Ponte Rio Niterói, que foi fechada pela polícia na Quarta por causa dos protestos.

Silêncio

Procurada pela coluna, a assessoria da ANTT não se manifestou se, diante das manifestações, vai manter a regra de reajustes das tarifas.

Freio de mão

Dentro do PT, repete-se o discurso de quem ouviu há dias o ex-presidente Lula, sobre um discreto chamamento partidário para seu retorno na disputa em 2014. Lula não quer entrar na campanha (por ora), e usa o exemplo do efeito em Michael Schummacher, heptacampeão de F1: ‘Quando resolveu voltar a correr, foi um fracasso’.

Bom senso

O jovem Miguel Araújo, de São Luís (MA), mandou nas redes sociais, na Quarta, um bom recado: ‘Nada de queimar lixeiras. Nós já temos pouquíssimas’; e ‘Nada de queimar ônibus. Se os que já temos são ruins, imaginem queimados’.

Boas Vindas

Os líderes do Congresso bradaram que as Casas estavam abertas ontem para o diálogo com os manifestantes. Às 16h40, só o deputado Zé Geraldo (PT-PA) estava no plenário da Câmara. E a tropa de Choque da PM-DF fez a recepção para o ‘diálogo’ lá fora.

Outono Tupiniquim

O livro ‘Indignai-vos’, do francês Stephane Hessel, lançado após a Primavera Árabe e que provoca ‘o despertar’ da consciência popular, tem sido a ‘Bíblia’ da turma das ruas.

Rodou o baiano

O deputado Amauri Teixeira (PT-BA) deu piti comedido no Cafezinho ao ver parlamentares e seguranças assistindo ao jogo do Brasil durante sessão aberta.

Alerta !

Se já fosse Lei, o projeto 728/11 que torna crime de terrorismo ameaças com fogo e bombas no raio de 5 km das arenas da Copa, enquadraria muita gente de Brasília, no Sábado, Fortaleza, na Quarta, e de Salvador, ontem, em confronto com a PM.

Ignição virtual  

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, encontrou o presidente da Fiat, e brincou sobre o comercial na TV, do ‘vem pra rua!’ – sem alusão aos protestos – citado nas redes. Risos amarelos, o executivo se disse surpreso com as mobilizações no Brasil.

Atualização

Presidenciável do PSDB, o senador Aécio Neves adaptou o discurso com as manifestações apartidárias. ‘Hoje, estamos revisitando nossa História para que as novas gerações nos ajudem a construir o futuro’.

Cardeais

Ex-diretor do Senado, o deputado distrital Agaciel Maia se reuniu com Renan Calheiros, presidente do Congresso. Pediu legislação para frear especulação imobiliária em terrenos que podem ser direcionados a templos neopentecostais e igrejas. 

Jogo jogado

Ontem à tarde, quem procurava passagens de Brasília para Salvador – onde a seleção joga amanhã – encontrou preços acima de R$ 1 mil. Em média, o voo sai por R$ 400.

Importação

A inteligência da PF interceptou movimentos de policiais de Goiás, à paisana, na manifestação pacífica na Esplanada dos Ministérios ontem. O motivo, ninguém sabe.

Ponto Final

E viva a democracia!

_________________________________________________________

Com Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos 


Leia mais sobre: Leandro Mazzini

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .

Recomendado Para Você

Leandro Mazzini

Pizzolato na Papuda

Leandro Mazzini

A blindagem do juiz Sérgio Moro