15 de junho de 2024
Atualização • atualizado em 11/06/2024 às 08:34

Número de mortos em decorrência das enchentes no RS sobe para 175

A Defesa Civil do RS informou que mais dois corpos foram encontrados em dois municípios; 38 pessoas seguem desaparecidas, até o momento
Após 40 dias, 8 pessoas continuam desaparecidas em todo o estado do RS. Foto: Reprodução
Após 40 dias, 8 pessoas continuam desaparecidas em todo o estado do RS. Foto: Reprodução

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul (RS) atualizou o número de mortos em decorrência das enchentes no estado, nesta segunda-feira (10). O número de vítimas fatais subiu para 175 pessoas, após mais dois corpos, ainda não identificados, terem sido encontrados em Teutônia, no Vale do Taquari, e em Agudo, na região central, próximo à Santa Maria.

Após 40 dias desde o início da catástrofe climática, 38 pessoas continuam desaparecidas em todo o estado do RS. No geral, as enchentes afetaram 478 municípios, deixaram mais de 423,4 mil cidadãos desalojados de suas casas, impactando cerca de 20% da população do estado, algo em torno de 2,3 milhões de pessoas.

Conforme a Defesa Civil, até então, ainda não haviam sido registradas mortes em Teutônia e Agudo. No domingo (9), o órgão emitiu alerta para o retorno de chuvas intensas na região previstas para os próximos dias. Segundo as autoridades, os modelos de previsão indicam volumes acumulados entre os dias 14 a 17 de junho.

Na região das Missões, Centro e Noroeste a previsão é de volume de 50 milímetros (mm) e 120 mm de chuva. Já em Porto Alegre, região metropolitana, Vales e Serra, os volumes podem variar entre 45mm e 75 mm. Além das chuvas, está previsto também o retorno da frente fria.


Leia mais sobre: / / / Geral

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.