12 de junho de 2024
ELEIÇÕES 2024

Nova pesquisa mostra que Gomide, com 41,13%, mantém chance de vencer no 1º turno em Anápolis

Levantamento Voga/Rádio S. Francisco mostra crescimento de Gomide e queda na rejeição à sua candidatura e ao governo do presidente Lula
Deputado do PT é o preferito para prefeito de Anápolis e pode levar no primeiro turno - Foto: arquivo Agência Assembleia
Deputado do PT é o preferito para prefeito de Anápolis e pode levar no primeiro turno - Foto: arquivo Agência Assembleia

Foi divulgada nesta segunda-feira (3), uma nova rodada de pesquisas eleitorais em Anápolis indicando que o deputado estadual Antônio Gomide (PT) mantém a chance de vencer no primeiro turno. Na estimulada, Gomide é o pré-candidato a prefeito de Anápolis preferido de 41,13% dos entrevistados, enquanto a soma de todos os seus adversários ficou em 27,77%.

É o que aponta uma segunda rodada de pesquisas realizadas em parceria envolvendo o Instituto Voga Brasil e a Rádio S. Francisco FM. O petista também é o preferido na pesquisa espontânea.

Foram ouvidas 800 pessoas entre os dias 27 e 30 de maio de 2024. O Voga Brasil também registrou queda na rejeição de Antônio Gomide, que saiu de 20,97% para 18,75%.

O deputado estadual vem liderando a preferência dos eleitores ao longo de várias pesquisas. Em fevereiro, como mostrou o Diário de Goiás, pesquisa feita pelo Instituto Serpes e divulgada pelo jornal Contexto, mostrava o petista liderando em todos os cenários possíveis e, no primeiro deles, se as eleições fossem na época, também ganhando no primeiro turno.

Segundo colocado é do PL, com menos da metade do petista

No levantamento atual, o segundo colocado na pesquisa foi o empresário Márcio Correia (PL) que registrou 14,50% das intenções de voto. O ex-deputado José de Lima (PMB) ficou em terceiro com 5,63%; Mariane Stival (PDT), aparece 2,25% da pesquisa Voga Brasil.

Já a candidata apoiada pelo prefeito Roberto Naves, a ex-secretária Eerizania Freitas (UB), tem 2%, mesmo resultado do ex-presidente do Ipasgo e da Apae, Hélio Lopes (PSDB).

O resultado aponta que os pré-candidatos Eugênio Lourenço Dias (PSOL) e Kim Abrhão (PSD) receberam 0,63% cada enquanto Lisieux José Borges (PSB) obteve 0,13%.

Os eleitores que pretendem votar em branco, nulo ou não aceitam nenhuma das pré-candidaturas representam 14,38% dos entrevistados. Outros 16,75% disseram que não sabem em quem vão votar ou não quiseram responder o levantamento.

Na pesquisa espontânea, Gomide lidera com 31,25%, contra 12,75% de Márcio Correia, 3,63% de José de Lima e 1,38% de Hélio Lopes. Eerizânia conta com 0,88%; Mariane Stival e João Gomes, registram 0,25% cada e Eugênio Lourenço, 0,13%.

Avaliação de Lula melhora

A pesquisa mostra também que caiu em cerca de 6,50% a reprovação ao governo do presidente Lula em Anápolis. O município era considerado grande reduto bolsonarista e de 70% dos votos ao ex-presidente no segundo turno em 2022.

Nesta segunda rodada da pesquisa  34,13% dos entrevistados avaliaram negativamente o governo petista, contra 40,6% na primeira rodada da pesquisa, feita em 3  de março.

Na 1ª rodada Gomide também estava bem à frente

A primeira rodada de pesquisas do Instituto Voga foi divulgada no dia 3 de março de 2024, nesta amostragem, Antônio Gomide (PT) liderava com 38,7% das intenções de voto. Na comparação entre as duas pesquisas, Gomide subiu 2,43 pontos percentuais. O deputado estadual e ex-prefeito seria eleito ainda no primeiro turno.

Na segunda posição, Márcio Corrêa (PL) aparecia com 10,8% da preferência dos eleitores entrevistados. O deputado Amilton Filho (MDB) que estava na disputa, somava 7,3% e era o terceiro na corrida pelo executivo municipal em 2024.

Juntos, os outros candidatos acumulavam 12,8% das intenções de voto. Branco, nulo ou nenhum somavam 19% da população. 11,4% dos entrevistados não souberam em quem votar ou não quiseram responder à pesquisa.

Registro no TRE

O grau de confiança do levantamento é de 95% e a margem de erro é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Goiás com o número GO-05361/2024.


Leia mais sobre: / / / Anápolis / Política

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.