23 de abril de 2024
Proteção à mulher

Nova diretoria do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher é empossada em Aparecida

O Conselho desempenha um papel formulador, propositivo e fiscalizador das políticas públicas destinadas às mulheres
A posse foi realizada nesta última segunda-feira (29), na Cidade Administrativa Maguito Vilela. (Foto: Jhonney Macena/Secom).
A posse foi realizada nesta última segunda-feira (29), na Cidade Administrativa Maguito Vilela. (Foto: Jhonney Macena/Secom).

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, oficializou a posse de 24 novas conselheiras e seus respectivos 24 suplentes do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDMAG). A posse foi realizada nesta última segunda-feira (29), na Cidade Administrativa Maguito Vilela, com a presença de entidades e representantes da sociedade civil e do judiciário.

Sulnara Santana, secretária de Assistência Social, reforçou o apoio ao trabalho do Conselho. “Temos muitos desafios em Aparecida na proteção básica à mulher do nosso município e só o trabalho conjunto entre as secretarias e as conselheiras pode mudar essa realidade. Foi pensando nisso que o Prefeito Vilmar Mariano criou a Secretaria da Mulher e pode contar conosco para promover ainda mais ações de proteção aos direitos das mulheres”, ressaltou.

Das 24 conselheiras, 10 foram escolhidas pelas secretarias de Assistência Social, Políticas Públicas para as Mulheres, Educação, Saúde, Esporte, Segurança Pública, Desenvolvimento Urbano, Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Habitação. A Câmara Municipal e a Delegacia Especializada da Mulher também participam da escolha governamental. As outras 12 conselheiras são indicadas por organizações e entidades sociais de Aparecida.

Papel do Conselho

O Conselho, originado pela legislação municipal 2721/08, atua de maneira autônoma e deliberativa, visando a proposição de projetos e a execução de ações voltadas para a valorização e fortalecimento dos direitos das mulheres em Aparecida. Além disso, o CMDM desempenha um papel formulador, propositivo e fiscalizador das políticas públicas destinadas às mulheres.

A titular da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, Tia Deni, destaca a importância do conselho para Aparecida. “O CMDM é um parceiro que agrega no desenvolvimento de projetos para a proteção da mulher. Aparecida tem a secretaria dedicada, o conselho e o termo assinado pelo Prefeito Vilmar Mariano que garante o atendimento primário às vítimas de violência, ações que colocam Aparecida à frente na proteção das mulheres da nossa cidade”, pontuou.

Rosangela Ribeiro, presidente do CMDMAG, ressalta que o papel do Conselho é garantir os direitos da mulher e fiscalizar a aplicação das leis de proteção. “O mais importante é o atendimento levado a cada mulher que nos procura. Para este novo biênio nós planejamos aumentar o número de visitas em parceria com a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres. Essas visitas têm o objetivo de melhorar cada vez mais as leis e as diretrizes de proteção à mulher”.

A vereadora Camila Rosa esteve presente na posse e pontuou as diversas ações que a Prefeitura tem feito para proteger as mulheres. “Esse é um momento histórico para Aparecida. O Prefeito Vilmar é uma pessoa que deu voz às mulheres com a criação da Secretaria da Mulher e o Conselho vem para auxiliar e trabalhar junto com a Secretaria para aprimorar as políticas públicas sérias para a garantia dos direitos das mulheres”, frisou.


Leia mais sobre: / / / / Aparecida de Goiânia / Cidades

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019