25 de maio de 2024
TV e Séries

Netflix lança minissérie “Todo dia a mesma noite”, sobre incêndio na Boate Kiss, 10 anos após tragédia

Livro é uma adaptação do livro de mesmo nome, escrito pela jornalista Daniela Arbex
A trama acompanha, partindo do momento do acidente, as histórias dos impactados por ela em diferentes pontos de vista. (Imagem: divulgação)
A trama acompanha, partindo do momento do acidente, as histórias dos impactados por ela em diferentes pontos de vista. (Imagem: divulgação)

Poucas horas após seu lançamento, a missérie “Todo dia a mesma noite”, sobre incêndio na Boate Kiss, já está entre os assuntos mais comentados da internet. A produção foi lançada pela Netflix nesta quarta-feira (25), exatos 10 anos após a data da tragédia que tirou a vida de 242 jovens, na casa noturna de Santa Maria, Rio Grande do Sul, e conta com 5 episódios.

Vale lembrar que a missérie é uma adaptação do livro de mesmo nome da jornalista mineira Daniela Arbex, pela editora Intrínseca, em que reconstitui a história e os eventos daquele 27 de janeiro de 2013. Sobre o livro, de 248 páginas, Arbex chegou a falar algumas vezes à imprensa sobre como foi um processo doloroso.

Vítima de polêmicas sobre usar a tragédia da Boate Kiss para gerar “entretenimento”, a jornalista sempre respondeu que se coloca na posição de uma contadora de uma história. “Existe uma narrativa frágil de dizer que vai tocar, vai causar dor. Não! Não falar é o que causa sofrimento. Não falar é que permite que outras tragédias como essa aconteçam no Brasil […] Nosso papel, enquanto jornalistas e construtores de histórias, enquanto pessoas que trabalham no audiovisual, é exatamente mostrar o quanto é longo o caminho para a Justiça no Brasil. A última opção aqui é não dizer”, justificou.

Já a produção audiovisual, que conta com 5 episódios, com cerca de 45 minutos cada, tem direção-geral de Julia Rezende e roteiro de Gustavo Lipsztein, além de consultoria criativa da própria Daniela Arbex. A trama acompanha, partindo do momento do acidente, as histórias dos impactados por ela em diferentes pontos de vista, como o trabalho das equipes de resgate, as consequências para os sobreviventes e a negligência dos empresários da organização da Boate Kiss e a luta das vítimas e parentes das vítimas por Justiça. Veja o trailer:


Leia mais sobre: / / / Variedades

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.