17 de abril de 2024
Energia

Nerópolis recebe mutirão de manutenção da rede elétrica pela Equatorial Goiás

A companhia de energia realiza podas de árvores e faz manutenção de equipamentos para evitar danos a fiação e falta de energia no período chuvoso
Serão dois dias de mutirão em Nerópolis. Foto: Divulgação
Serão dois dias de mutirão em Nerópolis. Foto: Divulgação

A companhia de energia Equatorial Goiás, fará mutirão de manutenção na rede elétrica na cidade de Nerópolis, nesta segunda (6) e terça-feira (7). O serviço será focado na prevenção de danos à fiação, comuns no período chuvoso.

Entre as ações previstas, está o trabalho de podas de árvores e galhos que estão próximos a rede elétrica. Além disso, também serão realizadas manutenções, incluindo a correção de defeitos, troca de equipamentos como isoladores e chaves, e limpeza de faixas de servidão.

A iniciativa visa evitar que a vegetação entre em contato com a rede. O objetivo é reduzir as ocorrências de toque ou queda de vegetação que danificam a fiação e é um dos principais motivos que levam à falta de energia, principalmente, no período chuvoso.

O gerente de obras e manutenção da Equatorial Goiás, Jurandir Alves, que é o responsável pela manutenção da rede de Nerópolis, reforça que a companhia está intensificando suas ações preventivas com foco em reduzir as interrupções do serviço na cidade.

“Em Goiás, temos cerca de 230 mil quilômetros de redes aéreas, isso significa que lidamos com uma rede muito extensa, sujeita a eventos climáticos de todo o tipo, como queimadas, tempestades, raios e ventanias. Por isso precisamos atuar rápido e de forma estratégica nas inspeções, correções de defeitos e anomalias, poda e limpeza de faixa, o que ajuda muito a reduzir as interrupções no fornecimento de energia”, explica Jurandir.

O mutirão conta com a parceria da Prefeitura de Nerópolis, que apoiará as equipes da companhia durante as ações, além de realizar o recolhimento dos galhos e árvores que estão sendo podados.


Leia mais sobre: / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.