13 de julho de 2024
Diário das Eleições 2014

“Não vamos nos calar; responderemos às mentiras com trabalho”, avisa Marconi

Em evento de campanha em Goiânia, governador afirma que não vai deixar acusações infundadas sem respostas

Ao lado de 17 prefeitos, cinco deputados estaduais, dois federais e dezenas de lideranças políticas da Capital e do interior, o governador Marconi Perillo (PSDB) foi enfático ao alertar o adversário, Iris Rezende (PMDB): “Não vou ficar calado, de cabeça baixa, diante dessa quantidade de mentiras. Não tenho medo. Mentira se combate com trabalho, com projetos, com propostas. Com a verdade!”.  Durante evento organizado pelo presidente estadual do PTB, deputado federal Jovair Arantes, em apoio à reeleição do tucano, Marconi ainda repudiou os “ataques rasteiros” feitos no horário eleitoral gratuito pelo ex-prefeito de Goiânia.

O governador lembrou que, mesmo propondo ao adversário uma campanha de alto nível neste segundo turno, vem recebendo ininterruptas acusações infundadas dos opositores. Para Marconi, em vez de projetos, Iris tem apelado para a “baixaria eleitoral”. “A agenda (de campanha) do nosso adversário neste segundo turno é só gravar para o programa de televisão, que ele usa para xingar e mentir. Só isso”, frisou o tucano para cerca de mil pessoas que estavam no Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Goiás. “Não podemos ficar indiferentes. Temos que rebater as mentiras com verdades, com nosso trabalho”, conclamou.

O primeiro programa da propaganda eleitoral gratuita de Iris, exibido na última sexta-feira (10/10), veiculou uma gravação de um diálogo falso entre o ex-vereador de Goiânia Wladmir Garcez e o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, discutindo a “compra” de pesquisas eleitorais. Acerca do tema, Marconi respondeu: “Não era nem a voz dele (Jayme Rincón)! Estão usando de farsas, de mentira, de manobras. Mas nós vamos desmoralizar essas mentiras todas”. 

“Como é que pode uma pessoa que vai fazer 81 anos, que deveria dar o exemplo de honestidade, de seriedade, de verdade, insistir em fazer uma campanha suja, a mais suja da história de Goiás?”, questionou Marconi.

No caminho certo
Por outro lado, para o governador, o trabalho realizado nesta campanha pela coligação Garantia de um Futuro Melhor para Goiás foi de resultados “extraordinários”. “Estamos chegando à reta final, dando exemplo de como se faz política sem se acomodar. Nós estamos trabalhando dia e noite”, comemorou. E lembrou que, somente no último final de semana, as três principais frentes da coligação lideradas por ele, pelo vice-governador, José Eliton (PP), e pela primeira-dama, Valéria Perillo, visitaram 59 cidades e, até o fim do segundo turno, serão mais 100.

O resultado de tanto esforço, disse Marconi, foi provado no último dia 5 de outubro, quando ele chegou em primeiro lugar nesta nova etapa da disputa, com quase 46% dos votos válidos. “Se chegamos ao segundo turno nessa condição, tendo ganhado com 550 mil votos de frente, foi pelo trabalho, pelo nosso suor, pela luta, pela competência de nossos aliados”, insistiu. “Em todos os cantos de Goiás existem obras nossas, existe desenvolvimento, existem empregos sendo gerados, mão de obra sendo qualificada. Por toda parte existem parcerias nossas com prefeitos, com deputados, com vereadores, sem discriminar nenhum município”, completou. 

O governador aproveitou para chamar ao seu lado o prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango (PTB), que compareceu ao evento para desmentir publicamente acusações veiculadas por Iris Rezende na TV e no rádio. “O hospital da cidade não é do Estado! Está aqui o prefeito que está preparando tudo para, agora, transferi-lo. Nós vamos assumir a conclusão da obra, os equipamentos e a manutenção do hospital que, como todos da rede Hugo, será referência”, relatou.

Ao concluir seu discurso, Marconi não deixou de exaltar o resultado do último levantamento Serpes/O Popular, na qual ele tem mais de 20% de vantagem sobre Iris: “Fico feliz que a última pesquisa divulgada no domingo mostra que a grande maioria do povo goiano quer continuar, conosco, nesse projeto de visão para Goiás”. Mas completou, alertando os aliados: “Quem ganha eleição é a transpiração, o suor, as mangas arregaçadas! Vamos às ruas!”.

(informações da Assessoria do candidato)


Leia mais sobre: Diário das Eleições 2014