27 de fevereiro de 2024
Despachando da cadeia • atualizado em 02/12/2023 às 12:11

“Não sou prefeito substituto”, destaca Danilo Gleic sobre nomeação de Naçoitan Leite

O secretário de Agricultura e Comércio de Iporá foi nomeado pelo prefeito preso como Gestor da Administração Pública Municipal, atual responsável pelos assuntos administrativos da cidade
A partir do decreto, publicado na última sexta (1), Danilo Gleic passa a responder pela administração pública de Iporá. Foto: Reprodução/Instagram
A partir do decreto, publicado na última sexta (1), Danilo Gleic passa a responder pela administração pública de Iporá. Foto: Reprodução/Instagram

Nomeado por decreto municipal como novo Gestor da Administração Pública de Iporá pelo prefeito preso, Naçoitan Leite, o então secretário da Agricultura e Comércio, Danilo Gleic, passa a ser o responsável pela administração pública do município. De acordo com Gleic, não se trata de um cargo de prefeito substituto: “ele me delegou a uma função de gestor”.

O Decreto nº 439/2023 foi publicado na última sexta-feira (1º) no site da Prefeitura de Iporá, nomeando Danilo Gleic como gestor dos atos administrativos por “tempo indeterminado”. Ao Diário de Goiás, Gleic esclareceu que se trata apenas de “uma ferramenta de gestão”. “Não tem nada de prefeito substituto, não tem nada de cargo. Não é um cargo. É apenas um decreto do prefeito me dando poderes de exercer a função administrativa como gestor, nada mais além disso”, destacou Gleic.

Gleic, que já foi prefeito de Iporá entre 2013 a 2016, afirma que assume a responsabilidade com tranquilidade e acrescenta quem tem “plena convicção que tudo está rodando dentro da normalidade”. O secretário do prefeito destaca que a atual situação de Naçoitan remete a duas circunstâncias diferentes, na esfera pública e pessoal.

“O que o prefeito cometeu não é um crime na gestão pública. Eu quero deixar bem claro. Ele está sendo, investigado e apurado pelas autoridades competentes de um possível crime, tanto é que está respondendo por isso, e vai responder por isso. Agora, contra a gestão pública, não tem nada que venha a afastá-lo”.

Danilo Gleic

Em relação a situação da vice-prefeita de Iporá, Maysa Cunha, Gleic afirma que, no momento, não vê necessidade de atuação dela na gestão. “Não vejo necessidade da vice-prefeita vir assumir a gestão. O papel nosso, enquanto preocupação com gestão, é essa função que me foi delegada. Nós estamos cumprindo a risca os compromissos legais aqui do município”, pontuou o gestor.

A reportagem do Diário de Goiás tentou contato com a vice-prefeita Maysa Cunha, mas não teve retorno até o fechamento da matéria. O espaço permanece aberto.


Leia mais sobre: / / Política

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.