16 de junho de 2024
Política

“Não estou vindo para a oposição, eu sou oposição”, diz Júnior Friboi

Mais uma vez, o empresário José Batista Júnior reforça o posicionamento como oposicionista ao governador Marconi Perillo (PSDB). O fato aconteceu em entrevista concedida após reunião com vereadores, na quarta, 11.

“Não estou vindo para a oposição, eu sou oposição a esse modelo que se encontra hoje em Goiás”, afirmou o empresário em entrevista ao jornal O Hoje e à Rádio 730. 

Friboi chegou a demonstrar uma certa irritação por ter que responder sobre o relacionamento entre ele, Marconi Perillo e Iris Rezende: “Somos adversários. Tem que deixar muito claro isso para a imprensa, que eu sou adversário do governador. Não tenho absolutamente nada de amizade com o governador sob o ponto de vista político”, disse ele sobre o atual governador.

VEJA A PUBLICAÇÃO DA NOTÍCIA NO O HOJE.

Friboi adota discurso de oposição a Marconi

Em reunião com deputados e vereadores, empresário faz críticas ao atual governo e diz que não tem amizade com o governador
VENCESLAU PIMENTEL

Às vésperas de se filiar ao PMDB, ato confirmado para o próximo dia 15, o empresário José Batista Júnior, o Júnior do Friboi, abandona o estilo conciliador, que lhe era característico desde quando comandava o Grupo JBS, e adota um discurso de oposição ao governador Marconi Perillo (PSDB), com críticas à atual gestão no Estado. 

Ex-filiado ao PSB, Friboi já tinha dado sinais de que passaria a focar o Palácio das Esmeraldas, acompanhando o posicionamento do PMDB, logo que anunciou sua disposição de cerrar fileiras no partido, até como forma de viabilizar a sua pré-candidatura para 2014. Ontem, ele aumentou o tom das críticas ao sair de uma reunião com deputados estaduais e vereadores de Goiânia de vários partidos, no diretório estadual do PMDB.

“Não estou vindo para a oposição, eu sou oposição a esse modelo que se encontra hoje em Goiás”, disse em entrevista. “Nós precisamos fazer um choque de gestão muito profundo, cumprir compromissos, devolver, sobretudo ao povo, qualidade de vida, infraestrutura, e é o que não está acontecendo”, arrematou, dizendo-se decepcionado com o atual cenário no Estado.

Questionado sobre como se comportaria como político de oposição, pelo relacionamento cordial que sempre manteve com as diversas correntes políticas no Estado, inclusive com o atual governador, Friboi disse não ter amizade com Marconi Perillo. “Somos adversários. Tem que deixar muito claro isso para a imprensa, que eu sou adversário do governador. Não tenho absolutamente nada de amizade com o governador sob o ponto de vista político.”

Nas eleições de 2010, quando Friboi ainda estava à frente da JBS (a maior processadora de proteína animal do mundo), a empresa doou R$ 3,5 milhões para a campanha de Iris, e R$ 3 milhões para Marconi. Além do reforço financeiro dado ao então candidato tucano, em que pese dizer não ser amigo, ele já foi filiado ao PSDB, por conta da relação próxima que mantinha com atual inquilino da Casa Verde.

Caso seja ungido candidato ao governo, o empresário diz que prefere enfrentar Marconi nas urnas e prevê sua vitória no embate. Nesse sentido, adianta que vai se preparar ainda mais, com a adoção de um discurso mais contundente. Mas faz um reparo. “É oposição não à pessoa (do governador), mas a projetos que eu não concordo e à atual situação em que se encontra Goiás”, frisou.


TV DIÁRIO DE GOIÁS: Em abril, o empresário fazia a primeira visita ao diretório do PMDB para receber o convite para a filiação e já dava indícios do discurso oposicionista.

VEJA

{youtube}{youtube}lJDmJX1ugag{/youtube}{/youtube}


Leia mais sobre: Política

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .