24 de junho de 2024
Segurança • atualizado em 02/02/2024 às 23:24

Mulheres podem acionar a polícia via aplicativo da RMTC; saiba como

A integração entre os aplicativos Mulher Segura e SimRMTC permite que as mulheres tenham acesso direto aos serviços oferecidos pela Segurança Pública do Estado de Goiás
Através do aplicativo é possível acionar a Polícia Militar de forma mais rápida. Foto - Divulgação
Através do aplicativo é possível acionar a Polícia Militar de forma mais rápida. Foto - Divulgação

Uma das principais necessidades identificadas no Transporte Coletivo de Goiânia e Região Metropolitana, principalmente pelo público feminino, é a segurança. Cerca de 2/3 (dois terços) de usuários da RMTC, são mulheres, principais vítimas de algum tipo de violência.

Como resposta a essa demanda, o governador Ronaldo Caiado (UB), anunciou na tarde desta segunda-feira (29), investimentos e uma série de reformulações no transporte público, entre elas a segurança.

O governo de Goiás integrou os aplicativos Mulher Segura e SimRMTC para ampliar a segurança das mulheres dentro dos ônibus de Goiânia e Região Metropolitana.

A integração permite que as mulheres tenham acesso direto aos serviços oferecidos pela Segurança Pública do Estado de Goiás com localização e telefones de batalhões e delegacias mais próximas, além de registros de ocorrências direto com a Polícia Militar e viaturas, tudo via chat.

Através do aplicativo é possível acionar a Polícia Militar de forma mais rápida. Permitindo assim, a vítima se resguardar e preservar sua vida e integridade física.

Mulher Segura

O aplicativo no celular permite que qualquer mulher em situação de violência ou que esteja correndo algum risco à sua integridade física possa denunciar e pedir ajuda com poucos cliques e de forma segura e sigilosa.

Os municípios com mais registros foram Goiânia (113) e Aparecida de Goiânia (52). Além dessas, outras cidades em diferentes regiões do estado também aparecem na lista, como Anápolis, Mineiros, Trindade, Jataí, Aragoiânia, Catalão e Goianésia.

Entre as ocorrências estão ameaça, lesão corporal, perseguição, descumprimento de medida protetiva e injúria. O aplicativo pode ser baixado por meio do Google Play (Android) e 1.769 downloads na Apple Store (iOS).


Leia mais sobre: / / / / / Cidades