24 de julho de 2024
Investigação • atualizado em 11/07/2024 às 12:53

Mulher é presa em Minas Gerais por suspeita de aplicar golpe de mais de R$ 40 mil em nutróloga de Goiânia

Segundo a Polícia Civil, suspeita estava se passando por funcionária da embaixada alemã para obter diversas consultas e medicamentos
Medicamentos eram despachados pela vítima para Viçosa, em Minas Gerais, por meio de SEDEX. (Foto: PCGO/Divulgação).
Medicamentos eram despachados pela vítima para Viçosa, em Minas Gerais, por meio de SEDEX. (Foto: PCGO/Divulgação).

Uma mulher de 33 anos, suposta funcionária da embaixada alemã, está sendo investigada por aplicar um golpe de mais de R$ 40 mil em uma médica nutróloga, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil de Goiás, a suspeita fazia promessas de viagens para a Alemanha e de obtenção de pacientes naquele país, para obter consultas, além de ter forjado diversos comprovantes de pagamentos por PIX.

A mulher foi presa nesta quarta-feira (10) durante Operação Embaixadora deflagada na cidade de Viçosa, em Minas Gerais. A polícia cumpriu também mandados de busca e apreensão. Segundo as investigações, as consultas com a nutróloga, que se iniciaram em dezembro de 2023, eram feitas de forma remota, por videochamadas, e os medicamentos eram despachados pela vítima para Viçosa, em Minas Gerais, por meio de SEDEX.

Foi identificado que a autora coleciona vítimas em diversos locais do país, inclusive cirurgiões plásticos, com quem chegava a marcar procedimentos cirúrgicos.


Leia mais sobre: / / / Cidades / Goiânia

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019