22 de abril de 2024
Rede de apoio

MST garante meses de produtos à eleitora de Lula humilhada por bolsonarista com marmita

Ilza Ramos Rodrigues, que também está sendo ajudada por internautas e famosos, pretende processar homem que a humilhou
Suposta sobrinha de Ilza divulgou um pix para que as pessoas pudessem fazer doações. (Foto: reprodução)
Suposta sobrinha de Ilza divulgou um pix para que as pessoas pudessem fazer doações. (Foto: reprodução)

Integrantes da coordenação regional do Movimento Sem Terra (MST) em São Paulo afirmaram que, vão ajudar Ilza Ramos Rodrigues, moradora de Itapeva, no interior do Estado. A mulher, que foi humilhada por bolsonarista, e que a deixou sem comida apenas por dizer que iria votar no candidato Lula (PT), receberá produtos do movimento por, pelo menos, os próximos seis meses, em uma demonstração de solidariedade. A articulação do auxílio foi feita pelo ex-ministro e deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) em conversa com João Paulo Rodrigues, da direção nacional do órgão.

Além da ajuda do MST, Ilza que teve sua identidade revelada na redes sociais, a princípio pelo Instagram Iconografia da História, está recebendo ajuda de internautas e de famosos. Segundo o perfil no Instagram que divulgou a identidade da mulher, um contato foi feito com a família para que as pessoas pudessem ajudar por meio de pix, divulgado pela sobrinha de Ilza. Confira aqui.

Além da ajuda, o responsável pelo perfil no Instagram que divulgou Ilza, pediu que as pessoas parassem de levantar suspeita ou xingar a sobrinha da mulher. “Eles são pessoas humildes, dona Ilza é muito simples, estão assustados. O cara tem dinheiro e é poderoso na cidade. Caso não confiem em nossa verificação e na fala dela, apenas não doem e não passem pra frente”, diz o recado.

Vale lembrar que o homem que humilhou dona Ilza foi identificado como Cassio Joel Cenali, empresário do ramo da agropecuária. Cenali também é morador de Itapeva, e sua identidade foi divulgada pelo perfil Anonymous, no Twitter, que mostrou, além disso, que no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) o homem responde a vários processos por não pagamentos de impostos e recebimento indevido do auxílio emergencial do governo federal. Segundo informações, Ilza pretende processar o homem.


Leia mais sobre: / Variedades

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.