20 de junho de 2024
Notícias do Estado

MPE-GO entra com ação contra Prefeita de Ceres

O Ministério Público de Goiás propôs ação direta de inconstitucionalidade contra lei do município de Ceres que autoriza a contratação de pessoal em caráter temporário e sem vínculo empregatício.

Segundo apontado na ação pelo procurador-geral de Justiça, Lauro Machado Nogueira, a Lei nº 1.525/2005 instituiu o Programa de Apoio Social (Proas) com o objetivo de dar assistência a adolescentes, deficientes, idosos e pessoas carentes “visando sua integração à sociedade e a reabilitação pelo trabalho”.

Entretanto, na prática, a legislação autorizou a administração municipal a contratar pessoal para a realização de atividades ordinárias e permanentes da administração pública, sem qualquer vínculo jurídico legítimo.

Com o objetivo de impedir que os prejuízos produzidos pela norma possam continuar, foi requerida a suspensão cautelar da eficácia da Lei nº 1.525/2005, do município de Ceres, enquanto não houver julgamento do mérito.


Leia mais sobre: Notícias do Estado