01 de março de 2024
Esportes

Modernização e reestruturação do Serra Dourada será projetado por empresa que reformou o Pacaembu

Estádio Serra Dourada (Foto - André Costa )
Estádio Serra Dourada (Foto - André Costa )

O projeto da Progen S.A. foi escolhido como a melhor proposta para a reestruturação e modernização do Estádio Serra Dourada. O anúncio foi feito pelo Governo de Goiás, nesta sexta-feira (9). A empresa foi a responsável pela reforma e revitalização do Estádio Pacaembu, em São Paulo, que em breve está finalizado.

Para a implantação do complexo multiuso denominado Distrito de Esporte e Entretenimento do Complexo Serra Dourada, a Progen S.A. apresentou projeto que visa um investimento obrigatório mínimo de R$ 250 milhões.

O Governo de Goiás quer o Serra Dourada seja uma praça esportiva, que também funcionará fora dos dias de jogos. Com espaço para restaurantes, escritórios e também como oferta de atendimento para população. A concessão contempla além do estádio, o Ginásio Valério Luiz e estacionamento, que é considerado um dos maiores do Brasil no seguimento.

O governador Ronaldo Caiado destacou a ousadia do projeto. “Nosso objetivo é que o Serra Dourada seja uma grande arena, totalmente multifuncional, com capacidade de inovação ímpar e de realizar uma multiplicidade de eventos em uma mesma área. Acredito que esse seja o caminho para tornar todo aquele complexo em uma referência nacional”, comemora Caiado.

O vice-governador Daniel Vilela mostrou boa expectativa com o resultado e a escolha da empresa pela sua experiência com o Pacaembu, em São Paulo. “A empresa escolhida demonstrou qualificação técnica. Isso nos passa segurança e tranquilidade”, explica. “Estamos diante de um projeto ousado, que vai colocar o Serra Dourada e toda região em um novo patamar, em uma nova centralidade”, acrescentou.

Próximas etapas

A partir de março, o Governo do Estado tem como objetivo a convocação de audiências públicas para ouvir a sociedade a respeito do projeto de modernização do Serra Dourada. Após a assinatura do contrato com a empresa, a expectativa é que em 2025 comecem as obras na praça esportiva, que já foi referência de estádio no futebol brasileiro e que acabou ficando para trás, após as chegadas de grandes arenas que foram construídas para Copa do Mundo de 2014.


Leia mais sobre: / / / Esportes