20 de fevereiro de 2024
Investigação

Ministério da Justiça já recebeu 86 mil denúncias sobre pessoas envolvidas em atos golpistas

A pasta tem feito a triagem do material recebido e encaminhado à Polícia Federal
O prédio do STF foi o principal alvo dos extremistas. (Foto: Agência Brasil)
O prédio do STF foi o principal alvo dos extremistas. (Foto: Agência Brasil)

Desde a criação de um e-mail para receber denúncias sobre golpistas envolvidos nos ataques às sedes dos Três Poderes no último dia 8 de janeiro, em Brasília, o Ministério da Justiça já recebeu 86 mil mensagens através do e-mail [email protected], segundo o secretário de Acesso à Justiça, Marivaldo de Castro. A informação é do jornal Correio Braziliense.

De acordo com o secretário, a pasta tem feito a triagem do material e encaminhado à Polícia Federal. Marivaldo destaca que a resolução das investigações sobre os atos de vandalismo é uma prioridade da pasta.

“O MJ não medirá esforços para fazer com que todos aqueles que atentaram contra as instituições respondam nos termos das leis pelos seus atos”, declara, em entrevista ao jornalista Roberto Fonseca no CB.Poder — parceria do Correio com a TV Brasília — desta segunda-feira (16/1).

De acordo com o secretário o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deseja virar essa página o mais urgente possível para que outros problemas que de fato importam para a população, sejam debatidos, como combate à fome, emprego e economia.

o trabalho das investigações é chegar até os responsáveis por financiar os atos. Para o secretário, além da rede de denúncias criada pelo MJ, ele acredita que as equipes da Polícia Federal vão identificar os financiadores dos grupos extremistas. “Sem dúvida alguma eles vão chegar aos organizadores, financiadores e naqueles que participaram diretamente da destruição do patrimônio da nossa população”, garante.


Leia mais sobre: / / / / Política

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.