21 de junho de 2024
Crise • atualizado em 17/05/2024 às 19:03

Mineradora preocupa população de Niquelândia ao analisar paralisação da operação de níquel

Há 8 anos, a cidade presenciou a paralisação das atividades da Votorantim Metais, que extinguiu cerca de 2 mil postos de trabalho diretos e indiretos
Em nota, a Anglo American afirma que até o momento nenhuma decisão foi tomada e que segue normalmente com as operações e rotinas. (Foto: Anglo American/Divulgação).
Em nota, a Anglo American afirma que até o momento nenhuma decisão foi tomada e que segue normalmente com as operações e rotinas. (Foto: Anglo American/Divulgação).

A empresa mineradora Anglo American com operação em Niquelândia, anunciou na última terça-feira (14), uma reestruturação global que inclui a venda de diversos ativos. Entre as reavaliações está a operação de níquel, que poderá ser paralisada temporariamente ou ter a operação vendida no Brasil. Em comunicado interno, a empresa informou que irá reavaliar o negócio de níquel devido a uma crise no cenário de preços e que irá focar nos ativos de cobre, minério de ferro de alto teor e fertilizantes.

Ao Diário de Goiás, Euclides Oliveira, jornalista e empresário em Niquelândia, informou que a população do município está bastante apreensiva. Ele relembra que há 8 anos a cidade presenciou a paralisação das atividades da Votorantim Metais, quando cerca de 2 mil postos de trabalho diretos e indiretos foram extintos, em janeiro de 2016.

“Naquela ocasião, muitos estabelecimentos comerciais fecharam e a cidade perdeu muitos moradores. Tanto isso é verdade que, no Censo de 2022, a população de Niquelândia caiu de 47 mil para 36 mil habitantes. Porém, nesses oito anos, quem permaneceu na cidade conseguiu se reerguer e a saída da Votorantim acabou sendo absorvida ao longo desse período”, explicou Oliveira.

Segundo o empresário, a manifestação da Anglo American pegou todos de surpresa, gerando um sentimento de incerteza aos moradores. “Ninguém esperava que a Anglo American pudesse manifestar a intenção de vender suas operações de níquel tanto aqui em Niquelândia como em Barro Alto. Até mesmo comunicados internos da mineradora a seus colaboradores estão sendo republicados em grupos de WhatsApp aqui em Niquelândia”, detalhou.

Em nota, a Anglo American afirma que até o momento nenhuma decisão foi tomada e que segue normalmente com as operações e rotinas. “Continuamos comprometidos (as) como nossos inegociáveis Valores, especialmente a segurança física e psicológica dos nossos (as) empregados (as) contratadas e comunicadores”.

Recursos não explorados em Niquelândia

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Niquelândia (Acin), Ronaldo Fernandes da Silva, conta que a atual gestão do município não tem se preocupado em se preparar para eventuais situações como essas, e outras riquezas do município acabam sendo pouco exploradas. “As políticas públicas locais, elas não liberaram forças na direção de trazer e usufruir desses recursos, que é o agronegócio e o turismo. E hoje nós nos pegamos na seguinte situação, vivemos na dependência da mineração e não nos preparamos para o futuro”, afirmou o presidente.

Ronaldo destaca que, após a paralisação da Votorantim Metais, o município evoluiu na direção do agronegócio, mas que o turismo não foi aproveitado. “O potencial é gigantesco. Nós somos o maior município em extensão de terra, somos o município que mais possui a porcentagem de água do lago Serra da Mesa e, além disso, o maior potencial de pescaria está em Niquelândia, mas não recebe o devido incentivo público”, analisou.

Em sua análise, o pelo fato da empresa ter tornado o assunto da crise algo público, isso deixou uma possibilidade muito grande para até mesmo o fechamento das operações. “Informaram que a possibilidade agora é de venda ou de paralisação e que será feito um estudo de viabilidades que talvez ainda leve eles a produzirem, mas esse estudo talvez até já tenha feito, já que o problema se tornou público”, concluiu.

Crise no cenário de preços

A produção de níquel tem se tornado mais barata na Indonésia devido ao domínio das mineradoras chinesas, resultando em uma queda de 40% nos preços do minério em 2023. A Indonésia, com 50% das reservas mundiais de níquel, reduziu custos operacionais e de mão de obra, pressionando outras mineradoras a reavaliar suas operações globais.

Confira nota da multinacional Anglo American enviada ao Portal Excelência Notícias:

“Conforme divulgado nesta terça-feira (14), a Anglo American iniciará um movimento em nível global de reestruturação do seu portfólio, focando principalmente nos ativos de cobre, minério de ferro de alto teor e fertilizantes.

A iniciativa tem o objetivo de reposicionar a empresa frente aos desafios atuais e às perspectivas futuras de geração de valor.

O negócio de Níquel da companhia no Brasil passará por um processo de estudos, para avaliar alternativas para a operação.

Até o momento, nenhuma decisão foi tomada e a empresa segue normalmente com sua rotina, sempre comprometida com seus inegociáveis Valores”

Belo Horizonte/MG, 15 de maio de 2024

Assessoria de Imprensa da Anglo American no Brasil


Leia mais sobre: / / Cidades / Notícias do Estado

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019