30 de junho de 2022
Reestruturação • atualizado em 17/05/2022 às 10:54

Meia passagem e cartão único familiar serão implantados em novo sistema do transporte coletivo de Goiânia

Ao todo, sete produtos serão lançados pela CMTC, de forma mensal
Novo sistema de bilhetagem do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana. Foto: Redemob Consórcio
Novo sistema de bilhetagem do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana. Foto: Redemob Consórcio

Após o lançamento do Bilhete Único e Passe Livre do Trabalhador, o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia trabalha para implantar, na primeira fase de reestruturação do sistema, outros cinco produtos. Dentre eles, se destacam o Cartão Família e o Bilhete Meia Tarifa, anunciados pelo governador Ronaldo Caiado nesta segunda-feira (16).

De acordo com a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), a previsão é para a entrega de um bilhete por mês em prol do usuário, a partir do mês de abril, em que foi lançado o Bilhete Único. Em maio, foi a vez do Passe Livre do Trabalhador. Para junho, entretanto, ainda não há definição do produto que será implantado.

A empresa, no entanto, destaca que o Bilhete Meia Tarifa será voltado a viagens de até 5km, com o valor de R$2,15, referente à metade da tarifa vigente. Já o Cartão Família, funcionará apenas aos finais semana, onde, por um único valor, um usuário titular poderá viajar com outras quatro pessoas cadastradas.

Continua após a publicidade

Além dos produtos citados, estão previstos, ainda, o Bilhete um Dia, Bilhete uma Semana e o Cartão Pós-Pago, que permitirá que o passageiro pague sua passagem depois de utilizar o serviço, por meio de uma fatura que será enviada ao usuário ao fim do mês.

Nova frota

Dentro do projeto de reestruturação do transporte coletivo, também está em desenvolvimento a renovação da nova frota de veículos. Dentre elas, a implantação de ônibus elétricos, que farão a substituição da linha do Eixo Anhanguera. Embora com previsão de atraso do início da entrega dos veículos, em função de análise do Ministério Público de Goiás (MP-GO), a previsão é para que toda a frota da linha seja substituída ainda em 2023

Continua após a publicidade

Já a previsão de renovação e modernização de toda a frota em serviço na Rede Metropolitana de Transporte Coletivo de Goiânia (RMTC) é até o ano de 2025, segundo cronograma da CMTC.