25 de junho de 2022
Versão 2022

Mapa do Turismo em Goiás é divulgado com 92 municípios e 10 regiões

Estado perdeu seis cidades e ganhou outras 19, de acordo com a Goiás Turismo, a maior parte na região Águas e Cavernas do Cerrado
Região da Chapada dos Veadeiros tem diversas cidades. (Foto: Secretaria de Turismo de Alto Paraíso)
Região da Chapada dos Veadeiros tem diversas cidades. (Foto: Secretaria de Turismo de Alto Paraíso)

O novo Mapa do Turismo do estado, divulgado nesta segunda-feira (28) pela Goiás Turismo, inclui 92 municípios em 10 regiões turísticas. Tratam-se do Vale do Araguaia, Ouro e Cristais, Chapada dos Veadeiros, Negócios e Tradições, Pegadas no Cerrado, Estrada de Ferro, Lagos do Paranaíba, Águas e Cavernas do Cerrado, Vale da Serra da Mesa e Águas Quentes.

De acordo com a Agência Estadual de Turismo, seis cidades saíram e outras 19 entraram para o Mapa. A listagem anterior contava com 79 destinos.

Os novos integrantes são: Anicuns, Buriti de Goiás, Buritinópolis, Cocalzinho, Divinópolis, Doverlândia, Flores de Goiás, Guarani de Goiás, Ipameri, Itapuranga, Luziânia, Mossâmedes, Nova Roma, Nova Veneza, Novo Gama, Palmelo, Posse, Simolândia e Uruana. Já os municípios de Aparecida de Goiânia, Caldazinha, Catalão, Portelândia, Terezópolis de Goiás e Urutaí não enviaram a documentação exigida e saíram da lista. O município de Baliza trocou de região e passa a integrar a “Pegadas no Cerrado”.

Continua após a publicidade

Entre os critérios estabelecidos pelo Ministério do Turismo para compor o Mapa estão a comprovação da existência do órgão ou entidade responsável pelo setor; destinar dotação para o turismo na lei orçamentária anual; possuir Conselho Municipal de Turismo ativo e comprovar a existência de uma Instância de Governança Regional. Os dados enviados pelos municípios foram validados pela Goiás Turismo e homologados pelo Mtur.

O que é o Mapa do Turismo

O Mapa do Turismo Brasileiro é o instrumento de gestão que orienta a atuação dos governos federal e estadual no desenvolvimento de políticas públicas. Ele define o recorte territorial que deve ser trabalhado prioritariamente a partir de critérios obrigatórios. Além disso, apresenta os municípios, organizados em regiões turísticas, que integram a política nacional de turismo no país.

Segundo o coordenador de estruturação de destinos e produtos turísticos da Goiás Turismo e interlocutor do Programa de Regionalização do Ministério do Turismo, Luciano Guimarães, a nova configuração era esperada para 2021, mas houve atraso devido à pandemia. “Esse recorte territorial possibilita o direcionamento de verbas federais. É um instrumento importante para aprimorar a gestão do Turismo e promover o desenvolvimento do setor em Goiás”, informou.

Continua após a publicidade

A Região das Águas e Cavernas do Cerrado é a que agrega o maior número de municípios. São 11 destinos com vocação para o Ecoturismo – com Cerrado preservado, rios, cachoeiras e cavernas – uma tendência mundial no cenário pós pandemia.

Outro destaque é o município de Ipameri, da Região da Estrada de Ferro, que foi o primeiro a enviar a documentação e comemora por retornar ao Mapa do Turismo. Segundo a coordenadora da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Izabella Aguiar, figurar entre os 92 destinos turísticos possibilita que a cidade tenha maior visibilidade. “Temos muita riqueza histórica e cultural, ecoturismo e apostamos, também, no enoturismo. Estamos empenhados em desenvolver nossos atrativos”, afirmou.

O município de Palmelo, conhecido como a Capital Espírita do Brasil, entrou pela primeira vez para o mapa. O secretário municipal de Turismo, Alex da Silva Oliveira, disse que a cidade recebe visitantes do mundo todo, mas é pouco divulgada. “Nossa gestão entendeu a importância de integrar o mapa e, com isso, teremos uma promoção maior do nosso turismo religioso”, disse.

Confira os municípios que integram o Mapa do Turismo Brasileiro/ Goiás:

Região Turística da Chapada dos Veadeiros : Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Colinas do Sul, São João d’Aliança, Teresina de Goiás

Região Turística da Estrada de Ferro : Bonfinópolis, Goiandira, Ipameri, Leopoldo de Bulhões, Orizona, Palmelo, Pires do Rio, Santa Cruz de Goiás, Silvânia, Vianópolis

Região Turística das Águas e Cavernas do Cerrado : Buritinópolis, Damianópolis, Divinópolis de Goiás, Flores de Goiás, Formosa, Guarani de Goiás, Mambaí, Nova Roma, Posse, São Domingos, Simolândia

Região Turística das Águas Quentes: Caldas Novas, Piracanjuba, Rio Quente

Região Turística do Ouro e Cristais: Abadiânia, Alexânia, Buriti de Goiás, Campos Verdes, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Goianésia, Goiás, Itapuranga, Jaraguá, Luziânia, Mossâmedes, Novo Gama, Pirenópolis, São Francisco de Goiás, Uruana, Valparaíso de Goiás, Vila Propício

Região Turística dos Negócios e Tradições: Anápolis, Anicuns, Bela Vista de Goiás, Goiânia, Hidrolândia, Nerópolis, Nova Veneza, Trindade

Região Turística Lagos do Paranaíba: Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Caçu, Itumbiara, Lagoa Santa, Quirinópolis , São Simão, Três Ranchos

Região Turística Pegadas no Cerrado: Aurilândia, Baliza, Bom Jardim de Goiás, Caiapônia, Chapadão do Céu, Doverlândia, Jandaia, Jataí, Maurilândia, Mineiros, Paraúna, Perolândia, Piranhas, Rio Verde, Santa Rita do Araguaia, Serranópolis, Turvelândia

Região Turística Vale da Serra da Mesa: Minaçu, Niquelândia, Padre Bernardo, Porangatu, Uruaçu

Região Turística Vale do Araguaia: Aragarças, Aruanã, Britânia, Mundo Novo, Nova Crixás, São Miguel do Araguaia.