13 de abril de 2024
Desconto • atualizado em 03/04/2023 às 10:45

Mais de 400 mil estão aptos a se cadastrar na Tarifa Social de Energia, afirma Equatorial

Os consumidores que se enquadram nos requisitos podem se cadastrar e ter desconto de até 65% na fatura de energia elétrica
Clientes que se enquadram nos critérios e desejam se incluir no programa devem procurar os canais de atendimento da Equatorial. Foto: Divulgação
Clientes que se enquadram nos critérios e desejam se incluir no programa devem procurar os canais de atendimento da Equatorial. Foto: Divulgação

Mais de 400 mil consumidores estão aptos a se cadastrar no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica e receber desconto na conta de energia. Esse número é resultado de um levantamento feito pela Equatorial Goiás, que nestes primeiros meses de 2023 já cadastrou 41 mil clientes para receber o benefício.

A previsão da distribuidora é que este incremento injete R$ 9,4 milhões na economia dos municípios goianos durante o ano de 2023. As cidades com o maior número de clientes aptos e não inscritos são: Goiânia, Águas Lindas de Goiás, Aparecida de Goiânia, Luziânia, Anápolis, Rio Verde e Valparaíso de Goiás, respectivamente.

A Tarifa Social é um programa do Governo Federal que concede descontos de até 65% na tarifa de luz. O programa dá descontos no valor mensal do consumo das famílias beneficiadas. Para quem consome até 30 quilowatts/ hora, a redução é de 65%; de 31 a 100 kWh/ mês, o valor fica 40% menor; de 101 kWh a 220 kWh, a redução é de 10%.

No caso de famílias indígenas e quilombolas inscritas no CadÚnico, os descontos são maiores, de 100% até o limite de consumo de 50 kWh/mês; de 40% para consumo a partir de 51 kWh/mês; e de 10% para consumo de 101 kWh a 220 kWh.

 Para se cadastrar ou para manter o benefício é necessário ter o cadastro atualizado no CadÚnico e na distribuidora de energia e renda familiar mensal, por pessoa, menor ou igual a meio salário mínimo nacional. Idosos com 65 anos ou mais ou pessoas com deficiência, que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), ou família inscrita no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos, que tenha membro portador de doença ou deficiência também estão aptos.

Para clientes que desejam checar se estão incluídos no programa, basta conferir a conta de energia. No espaço Dados da Unidade Consumidora, o campo Classe/Subclasse está preenchido com: Resid. Bx. Renda. A Equatorial ressalta que a conta não vem zerada, já que na fatura não está incluído somente o consumo de energia, mas pagamento de impostos e iluminação pública, além de outras cobranças eventuais, como parcelamentos, multas ou juros.

Se o cliente não está incluído, mas está enquadrado nos critérios, basta acessar um dos canais de atendimento da companhia e apresentar os seguintes dados: número da unidade consumidora (número da instalação que consta na conta de energia), CPF, RG ou outro documento com foto, e número do NIS ou BPC. Os clientes aptos ao benefício, podem se cadastrar no Programa Tarifa Social, em qualquer uma das agências da Equatorial, espalhadas em todo o Estado, ou pelo Call Center – 0800 062 0196.


Leia mais sobre: / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.