23 de abril de 2024
Economia

Mais de 25 mil empresas foram abertas neste ano, em Goiás

Processo de abertura é feito pela Juceg. (Foto: Divulgação)
Processo de abertura é feito pela Juceg. (Foto: Divulgação)

Mais de 25 mil empresas foram abertas em Goiás somente neste ano. É o que indica balanço da Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg). De janeiro a setembro foram 25.824 novos CNPJs.

A Juceg aponta que os registros deste ano já superam o montante de empresas abertas no acumulado de 1941 a 2003. Nesse período, foram consolidados 19.003 CNPJs. 

As informações da Juceg revelam que a consolidação de empresas dos três primeiros trimestres deste ano é 36% superior à soma de CNPJs abertos no estado desde do início da série histórica, em 1941, até 2003.

Saiba mais: Novo decreto promove flexibilizações em Goiânia

Empresas ativas e MEI

As empresas ativas em Goiás já somam 913.801, incluindo os microempreededores individuais, os chamados MEIs. Os municípios que mais atraíram investimentos foram Goiânia, com 283 mil, Aparecida de Goiânia (64 mil), Anápolis (52 mil) e Rio Verde (27 mil). 

Setembro tem recorde

Apenas em setembro 2.656 empresas foram criadas, sendo o recorde de consolidação de CNPJs para o mês, superando o número histórico de setembro de 2020, quando 2.609 empresas foram abertas no estado.  As atividades mais expressivas das constituições do mês são de serviços combinados de escritório e apoio administrativo (254); construção de edifícios (180); comércio varejista de bebidas (164); e comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios (163).  

O perfil das novas empresas evidencia aquecimento de setores mais afetados pela pandemia, a construção civil e o comércio, que ficaram por longos períodos paralisados como forma de conter novos casos de Covid-19. O crescimento dos serviços combinados de escritório e apoio administrativo também mostra a nova tendência de mercado, com ascensão de serviços remotos.  

Já o perfil das 25.924 constituídas no acumulado de 2021 tem crescente liderança feminina. 10.207 empresas registradas no estado entre janeiro e setembro têm mulheres no quadro societário; outras 881 têm capital social acima de 500 mil.


Leia mais sobre: / / / Economia