23 de junho de 2024
Enchentes

Mais de 240 casos de leptospirose foram confirmados no RS, com 13 mortes pela doença

A doença é transmitida pela água suja contaminada pela urina de ratos
Foto: Agência Brasil/Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Foto: Agência Brasil/Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) da Secretaria de Estado de Saúde do Rio Grande do Sul divulgou, nesta terça-feira (4), o número de 13 mortes por leptospirose no Estado. Dos 3.658 casos notificados, 242 foram confirmados pela pasta. Há, ainda, outros sete óbitos em investigação.

A leptospirose é uma doença transmitida pela água suja contaminada pela urina de ratos. O período de incubação pode variar de um a 30 dias e normalmente ocorre entre sete a 14 dias após ter entrado em contato com as águas de enchente ou esgoto.

Os principais sintomas são, de acordo com a Agência Brasil: febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo, em especial, na batata da perna, e calafrios.

As mortes confirmadas pela doença ocorreram, segundo a Secretaria de Saúde do Estado, nas cidades de Venâncio Aires, Três Coroas, Travesseiro, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Encantado, Canoas, Cachoeirinha, Alvorada, Viamão e Novo Hamburgo, com um óbito cada, além de duas mortes em Porto Alegre. 


Leia mais sobre: / / Brasil