26 de maio de 2022
Lênia Soares

Maior derrota de Marconi em Goiânia

Desde que assumiu o governo de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) nunca elegeu um prefeito em Goiânia. Jovair Arantes (PTB), porém, acaba de vencer o pleito dos perdedores. Com 14,25% nas urnas, eis o novo recorde.  É a maior derrota dos candidatos da base marconista desde 2000, quando Lúcia Vânia (PSDB) recebeu 22,83% dos votos, ficando de fora do segundo turno, disputado por Pedro Wilson (PT) – que acabou eleito – e Darci Accorsi, na época no PTB.

Aliás, de lá pra cá foram só quedas. Em 2004, Sandes Júnior (PP) conquistou (se é que se pode definir assim)18,73%, e em 2008, 15,75%. O segundo turno já seria uma vitória política para Jovair. Não foi desta vez. Passou longe.

Continua após a publicidade

O petebista ameaçou ser candidato diversas vezes, mas acabou negociando a pré-candidatura. Quando resolveu entrar na disputa, já chegou baleado com o escândalo Cachoeira. O prefeitável da situação admitiu ter relações com o maior contraventor da história goiana, e mais: pediu dinheiro para campanha!

Outro fator negativo: Marconi Perillo, com sua avaliação negativa, levou por água abaixo alguns pontos de Jovair. Uma leitura das pesquisas eleitorais divulgadas nas últimas semanas apontam que, no mínimo, três pontos desapareceram desde a volta do tucano do exterior. Marconi aparece, o adversário cresce!

Antes tivesse negociado outra vez. Mas nada disso tem relevância. Na tarde de ontem, o candidato petebista realizou uma caminhada denominada “caminhada da vitória” ao lado do governador do Estado. Afinal de contas, o importante é participar… Não é?

Continua após a publicidade

Leia mais sobre:
Lênia Soares