25 de junho de 2022
Destaque 2

Mãe e filha são presas suspeitas de agredir e matar catador após ele se recusar a entregar R$ 2

Vítima era popular na cidade por andar em bicicleta toda enfeitada. (Foto: Divulgação/GIH)
Vítima era popular na cidade por andar em bicicleta toda enfeitada. (Foto: Divulgação/GIH)

Mãe e filha, de 38 e 23 anos, respectivamente, foram presas preventivamente nesta quarta-feira (24), suspeitas de agressão e homicídio de um catador de recicláveis em novembro do ano passado, em Valparaíso de Goiás. Os mandados de prisão foram cumpridos pela Polícia Civil no Jardim Marília, em Luziânia.

Conforme o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), as duas agrediram e feriram gravemente a vítima, no Parque Rio Branco. Elas teriam pedido a ele R$ 2, como ele não deu o dinheiro alegando que elas comprariam drogas, as suspeitas começaram então a agredi-lo com socos, pontapés e com a bicicleta do próprio catador.

Muito ferido e com medo de represálias das mulheres e familiares, ele demorou a procurar atendimento médico e morreu em 19 de fevereiro deste ano. O crime revoltou moradores da cidade, já que o catador era bem popular e andava em uma bicicleta toda enfeitada, chamando atenção pelas ruas.

Continua após a publicidade

Segundo o GIH, o inquérito que investiga a morte do catador está sendo finalizado. Mãe e filha responderão por homicídio qualificado.