25 de junho de 2022
Diário de Goiás • atualizado em 12/01/2021 às 20:40

Macron pede boicote de europeus a soja brasileira para diminuir desmatamento na Amazônia

Macron defende produção europeia de soja para produtores agrícolas (Foto: Reprodução/ Twitter)
Macron defende produção europeia de soja para produtores agrícolas (Foto: Reprodução/ Twitter)

O presidente francês, Emmanuel Macron defendeu nesta terça-feira (12/01) que os países europeus passem a produzir sua própria soja e pontuou que a dependência da soja brasileira é o mesmo que “endossar o desmatamento da Amazônia”.

“Continuar dependendo da soja brasileira seria endossar o desmatamento da Amazônia. Somos consistentes com as nossas ambições ecológicas, lutamos para produzir soja na Europa!”, pontuou na legenda de um vídeo publicado em seu perfil no Twitter.

No vídeo, feito durante uma visita a produtores agrícolas franceses, Macron reforçou que os europeus não têm sido coerentes se tomam medidas de proteção ambiental e, continuam a importar produtos que desmatam a floresta amazônica. “A maneira concreta de fazer não é apenas dizer, mas agir. E agir é dizer: nós precisamos hoje da soja brasileira para viver. Portanto, vamos produzir a soja europeia ou equivalente”, pontuou.

Não demorou muito para a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) responder às declarações de Macron. A entidade lamentou a fala do presidente francês. “Como bem sabe Macron, a soja produzida no bioma Amazônia no Brasil é livre de desmatamento desde 2008, graças a Moratória da Soja, iniciativa internacionalmente reconhecida, que monitora, identifica e bloqueia a aquisição de soja produzida em área desmatada no bioma, garantindo risco zero do envio de soja de área desmatada (legal ou ilegal) deste bioma para mercados internacionais”, destacou.

Leia mais sobre:
Diário de Goiás