14 de junho de 2024
Solidariedade

Lula anuncia que empresas vão doar 2 milhões de quilos de carne ao Rio Grande do Sul

Empresas irão doar cerca de 2 milhões de quilos de carne bovina, suína e de frango aos afetados pelas chuvas no Rio Grande do Sul
Empresas também se colocaram à disposição para ajudar na distribuição dos produtos, em especial nas cerca de 590 cozinhas solidárias montadas no estado. (Foto: Freepik).
Empresas também se colocaram à disposição para ajudar na distribuição dos produtos, em especial nas cerca de 590 cozinhas solidárias montadas no estado. (Foto: Freepik).

Nesta segunda-feira (27), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que empresas do setor de proteína animal irão doar cerca de 2 milhões de quilos de carne bovina, suína e de frango aos afetados pelas chuvas no Rio Grande do Sul. “Doações e logística para complementar as cestas básicas e ajudar as cozinhas solidárias com proteína nesse momento de necessidade”, afirmou o presidente, nas redes sociais.

A quantidade é suficiente para o preparo de 6 milhões de refeições e, segundo o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, o governo ficará responsável por organizar e coordenar a rede de distribuição no estado. Já as empresas se colocaram à disposição para ajudar na distribuição dos produtos, em especial nas cerca de 590 cozinhas solidárias montadas no estado.

Vamos criar uma estrutura logística permanente para que esse setor, tão importante da economia, que se mostrou agora, mais do que eficiente, para vender carne, no Brasil e no mundo, também se mostrou eficiente na solidariedade.

Ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro

Segundo Fávaro, como o setor de carne mostrou disposição para auxiliar em ações de solidariedade, Lula manifestou a intenção de chamar outros setores da economia para alinhar ajuda ao estado. “Os empresários foram tão solícitos com o convite dele, que ele (presidente) vai chamar outros setores da economia para que possam ajudar de forma organizada”, pontuou.

Mortes no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul contabiliza 169 mortes provocadas pelas fortes chuvas e as enchentes que atingem o estado desde o fim de abril. Novo balanço divulgado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul na manhã do último domingo (26) registra ainda 56 desaparecidos e mais 806 pessoas feridas em decorrência de eventos provocados pelo mau tempo.

Apesar das chuvas fortes terem dado uma trégua neste fim de semana, o lago Guaíba segue com nível acima dos 4 metros, um metro acima da cota de inundação que é de 3 metros. O mesmo ocorre com a Lagoa dos Patos, que se encontra com nível acima dos 2 metros, sendo que a cota de inundação é de 1,3 metro.


Leia mais sobre: / / Brasil / Cidades

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019