26 de junho de 2022
Eleições 2022 • atualizado em 20/06/2022 às 16:53

Lissauer Vieira admite que pode ter candidatura avulsa ao Senado 

Até então, Lissauer vinha sendo o pré-candidato que defendia a união das forças em torno de um único nome
Pré-candidato ao Senado, Lissauer Vieira acompanha visita do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab (Foto: Marcelo Mariano/DG)
Pré-candidato ao Senado, Lissauer Vieira acompanha visita do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab (Foto: Marcelo Mariano/DG)

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSD), admitiu pela primeira vez que sua pré-candidatura ao Senado Federal, poderá ser consolidada fora da base do governador Ronaldo Caiado (União Brasil). “O PSD terá candidato ao Senado de qualquer jeito, pela base, independente ou avulso”, declarou à pré-candidatos da legenda, nesta segunda-feira (20/06), durante encontro com o presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab.

A fala vem num momento em que o pré-candidato aparece muito atrás de outros nomes da base governista ao Senado Federal. O deputado federal delegado Waldir Soares (União Brasil-GO) tem liderado as pesquisas de intenção de voto e o governador Ronaldo Caiado já disse que um dos fatores que determinaria sua decisão seria o potencial político do candidato. Até então, Lissauer vinha sendo o pré-candidato que defendia a união das forças em torno de um único nome.

Questionado sobre o posicionamento de Lissauer na pesquisa divulgada na manhã desta segunda-feira pelo Instituto Paraná, o presidente Gilberto Kassab minimizou o resultado. “3,3% não é pouca coisa não para quem ainda não se manifestou formalmente. E digo, nesta pesquisa todos os outros, exceto um que está em primeiro lugar que é da base do Caiado, estão com 10%. Então a margem de erro está empatada, então eu diria que já no começo da pré-campanha o Lissauer já está empatado em segundo lugar”, apaziguou Kassab.

Continua após a publicidade