26 de junho de 2022
Monitoramento

Linhas de pipa no radar da GCM de Aparecida de Goiânia

Durante o período de férias escolares a Guarda Municipal de Aparecida de Goiânia (GCM) vai intensificar o patrulhamento para orientar crianças, adolescentes e adultos sobre os riscos das linhas cortantes
(Foto: Claudivino Antunes/Aparecida de Goiânia)
(Foto: Claudivino Antunes/Aparecida de Goiânia)

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública, lançou na tarde desta quinta-feira (23/06), a 12ª edição da ‘Campanha A Vida Por Um Fio’. O objetivo da iniciativa é coibir o uso de linhas cortantes durante o período de férias escolares, evitando acidentes com quem brincar de empinar pipas, sobretudo, com motociclistas e pedestres. 

Durante o período de férias escolares a Guarda Municipal de Aparecida de Goiânia (GCM) vai intensificar o patrulhamento para orientar crianças, adolescentes e adultos sobre os riscos das linhas cortantes. Quem for flagrado utilizando linha com cerol, que é uma mistura de vidro moído com cola; linha chilena ou indonésia terá o material apreendido e ainda poderá responder criminalmente, conforme prevê a legislação vigente. 

Durante o lançamento da campanha, crianças do projeto Guarda Mirim e de uma escola da rede municipal receberam orientações e a missão de multiplicar a mensagem de conscientização. Além disso, brincar de empinar pipas e ganharam uma pipa de presente. 

Continua após a publicidade

Heberson dos Santos Pereira, 12 anos, participou da oficina de pipas e destacou o que aprendeu sobre o assunto. “O jeito certo é soltar pipa em local aberto, longe da fiação e sem cerol ou linhas cortantes”, disse o estudante. Isabela Vitória, 9 anos, promete orientar amigos e familiares sobres os riscos das linhas cortantes. “Podemos soltar pipa, mas sem usar as linhas proibidas”, reforçou. 

O secretário municipal de Segurança Pública, que representou o prefeito Vilmar Mariano no lançamento da campanha, pontuou que a operação é educativa é que o objetivo é evitar acidentes. “Vamos intensificar o patrulhamento e orientar crianças, adolescentes e adultos sobre os perigos.  Porém, quem não observar a legislação poderá responder pela infração. Há dez anos, não registramos acidentes fatais com linhas cortantes em nossa cidade”, reforçou Roberto Cândido. 

O comandante da GCM, Heber Júnior, destacou como será feita o trabalho de fiscalização. “Vamos intensificar o patrulhamento nos bairros entre 16h e 19h. As viaturas estarão em campo orientando sobre o perigo das linhas. No segundo momento, as pessoas reincidentes serão encaminhadas à delegacia de polícia mais próxima”. 

Continua após a publicidade

Heber Júnior também lembrou que Aparecida conta com espaço adequado para brincadeira de empinar pipas. “As famílias podem e devem usar o pipodrómo, que é um espaço amplo e sem fiação elétrica e de redes telefônicos. O pipodrómo é o local ideal para esse tipo de atividade”, finalizou o comandante da GCM. 

Denúncia

Casos de uso de linhas cortantes devem ser denunciados à GMC pelo 153, 3545-5992 ou pelo WhatsApp 9 9126-5084. 

Legislação 

A legislação que regulamenta a brincadeira em Aparecida proíbe o uso e venda de “linha cortante, cerol ou vidro moído, chilena ou indonésia” no comércio formal e informal. O comerciante que vender esse tipo de material terá o produto apreendido e será encaminhado à autoridade policial. Além disso, será aplicada multa no valor de R$ 3 mil a cada infração cometida.

Leia mais sobre:
Aparecida de Goiânia