17 de agosto de 2022
Eleição para governador

Lideranças partidárias dizem que ainda há tempo para mudar cenário mostrado pelas pesquisas

Enquanto oposicionistas falam em possível crescimento de seus pré-candidatos, base caiadista aposta em reeleição no primeiro turno
Líderes partidários ouvidos pela reportagem apostam no crescimento de seus respectivos postulantes ao Palácio das Esmeraldas (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)
Líderes partidários ouvidos pela reportagem apostam no crescimento de seus respectivos postulantes ao Palácio das Esmeraldas (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)

O cenário eleitoral mostrado nas pesquisas de intenção de voto para governador não representa necessariamente o que será o resultado das eleições e pode sofrer alterações, na avaliação de três lideranças partidárias ouvidas pelo Diário de Goiás.

LEIA TAMBÉM: Pesquisa Real Time Big Data: Caiado, 34%, Marconi; 19% e Mendanha com 18%
LEIA TAMBÉM: Paraná Pesquisas em Goiás: Ronaldo Caiado, 40,8%; Gustavo Mendanha, 21,9%; Marconi Perillo, 14,5%

Líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), o deputado estadual Bruno Peixoto demonstra otimismo. Para ele, o pleito será resolvido com a reeleição do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) já no primeiro turno.

Continua após a publicidade

“Quanto mais a população toma conhecimento das ações do governo, mais certeza eu tenho de que Caiado será reeleito no primeiro turno”, afirma. “E todas as pesquisas que eu tenho também me dão essa certeza.”

Questionado sobre qual pré-candidato pode ser a maior ameaça, entre o o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha (Patriota), o ex-governador Marconi Perillo (PSDB), o deputado federal Major Vitor Hugo (PL) e o ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) Wolmir Amado (PT), Bruno Peixoto prefere não apontar um adversário. “Não vejo dificuldade.”

Já o presidente do Patriota em Goiás, Jorcelino Braga, diz que “a campanha de Gustavo Mendanha tem suas pesquisas internas que vêm mostrando o crescimento dele em relação a outros pré-candidatos”.

Continua após a publicidade

De acordo com Braga, ainda é cedo para para dar qualquer resultado como certo. “Entendemos que as definições só acontecerão depois da formação de todas as chapas.”

Por sua vez, o deputado estadual e líder do PT na Alego, Antônio Gomide, argumenta que Wolmir Amado tende a crescer assim que seu nome for confirmado como o postulante petista ao Palácio das Esmeraldas.

“As pesquisas mostram um boa performance do ex-presidente Lula em Goiás, o que tem total condição de alavancar a campanha do professor Wolmir Amado”, frisa.

Segundo ele, a transferência de voto do será um desafio, mas com chances de obter sucesso. “Temos que mostrar que, com Lula presidente, esse caminho será será o melhor para Goiás. Muitas pessoas já começaram uma campanha com 1% e foram eleitas. O eleitor só decide o voto mais para frente e entendo que vamos disputar a vaga para ir ao segundo turno contra Caiado.”

Leia mais sobre:
Política