26 de junho de 2022
De olho no Palácio

Líder do PSDB na Alego garante Marconi Perillo candidato ao Governo de Goiás

Lêda Borges no entanto, diz que decisão caberá ao ex-governador
Líder do PSDB na Câmara, Lêda Borges garante que o partido terá candidato nas eleições
Líder do PSDB na Câmara, Lêda Borges garante que o partido terá candidato nas eleições

Se depender da líder do PSDB na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Lêda Borges, os tucanos terão candidatura própria ao Palácio das Esmeraldas nas Eleições 2022 e a predileção é que o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) represente o tucanato no pleito. “No primeiro turno o PSDB terá candidato próprio. No segundo turno é outra articulação”, cravou ao Diário de Goiás na manhã desta quarta-feira (25/05).

Borges respondia se o PSDB em Goiás poderia se aliar a outra pré-candidatura ao Palácio das Esmeraldas com a desistência do então pré-candidato a presidência da República, João Doria. “Nesse primeiro turno o PSDB tem candidatura própria no Estado de Goiás, com o Marconi. Essa é a minha posição”, destacou descartando qualquer possibilidade de neste primeiro momento se aliar a setores da centro-esquerda como os pré-candidatos Wolmir Amado (PT) ou José Eliton (PSB) bem como o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia mais à centro-direita Gustavo Mendanha (Patriota).

LEIA TAMBÉM: Eleições 2022: “PSDB terá candidato a governador de Goiás”, crava Marconi Perillo

Continua após a publicidade

Lêda repetiu o que o ex-governador Marconi Perillo tem dito: a análise passa por avaliação das pesquisas de intenção de voto. “Nós estamos analisando pesquisas e refletindo sobre elas. Estamos medindo a evolução do ex-governador Marconi Perillo na chapa majoritária porque para o Senado ele já está em primeiro lugar”, avalia.

Para a deputada, o ex-governador tem totais condições de mirar uma candidatura ao Palácio das Esmeraldas. “Ninguém está mais preparado para discutir os avanços do Estado e o legado para Goiás do que Marconi Perillo. Nós estamos respeitando o tempo de análise do ex-governador e ninguém melhor do que ele saberá fazer”, pontua. 

A líder dos tucanos na Alego também avaliou que o nome de Marconi passa por outras forças partidárias e que o martelo será batido dentro dos próximos trinta dias. “Também estamos convidando e dialogando com outros partidos e outros líderes partidários e construindo já a decisão dele que eu creio que mês que vem já será dada publicamente”, ponderou.

Continua após a publicidade