27 de maio de 2022
Economia

Lançados serviços que simplificam busca de crédito na Goiás Fomento

Foram disponibilizados três novos serviços que visam atender e facilitar quem precisa obter créditos a Goiás Fomento. As ferramentas lançadas são: Crédito Automático, Correspondente de Crédito e Fundo Garantidor. De acordo com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) são instrumentos que fazem a instituição cumprir o papel dela de fomentar o pequeno empreendedor e fazer o Estado se tornar mais presente nos municípios, com custos mais baixos.

Continua após a publicidade

Crédito Automático

Quem deseja obter algum financiamento junto a Goiás Fomento em até R$ 50 mil poderá solicitar na página da instituição: Fomento.goias.gov.br e preencher um cadastro. A análise de crédito dura até três dias.

De acordo com o presidente da Goiás Fomento, Humberto Tannus, foi integrada uma plataforma de dados da Junta Comercial de Goiás (Juceg), Banco Central, Receita Federal, Sefaz, Serasa, entre outros.

Continua após a publicidade

“Ao realizar o cadastro aparece diversas informações, que já mais 80% do caminho e depois vamos apenas analisar as condições de pagamento. Este crédito será depositado online na conta sem necessidade de vir à sede. Estamos fazendo para facilitar o trabalho do empreendedor”, afirma o presidente.

No momento em que for informado o CNPJ em caso de pessoa jurídica ou o CPF no caso do microempreendedor individual, o sistema indicará se há ou não alguma pendência em algum órgão público, ou indicado pelos órgãos de proteção ao crédito.

Correspondentes de Crédito

Atualmente quem deseja obter algum serviço oferecido pela Goiás Fomento precisa vir até a sede do órgão em Goiânia. Foram firmadas parcerias com algumas entidades entre elas: Cooperativas de Crédito, Câmaras de Dirigentes Lojistas e Facieg para que sejam representantes da agência de fomento estadual em diferentes localidades do estado.

Já foram cadastrados mais de 80 pontos de atendimento e estão habilitados como correspondentes de crédito da Goiás Fomento. Para pleitear linhas de crédito, os empreendedores podem procurar o Correspondente mais próximo de sua região.

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), destacou que é uma maneira inteligente que o Estado tem de se fazer presente nos municípios, oferecendo serviços e com baixo custo para a máquina pública.

“Apesar da crise estamos nas mais diversas áreas do governo apresentar soluções, desenvolver a iniciativa privada em projetos de desenvolvimento. Isto vai revigorar as cooperativas. É uma maneira inteligente de levar o governo para perto das pessoas, é uma iniciativa prática, inteligente, barata para nós, boa para pessoas. A Goiás Fomento cumpre sua finalidade a emprestar dinheiro para feirantes, para pequenos empresários”, afirma Marconi Perillo.

O vice- governador e secretário de Desenvolvimento, José Éliton Júnior, analisa que também pode ajudar as entidades parceiras na medida em que serão remuneradas a realizar avaliação de crédito.

“É na verdade um instrumento poderosíssimo de democratização do crédito. Na medida que nós temos em quase todos os municípios, CDLs, cooperativas de créditos. São remunerados a fazer uma avaliação de crédito e naturalmente a transmissão do crédito, pode dinamizar aos interesses próprios da entidade e desonerar a Goiás Fomento de custos”, avalia.

Fundo Garantidor para Investimentos

Trata-se da concessão de garantias complementares necessárias à contratação de financiamentos a empreendedores que não disponham de garantias suficientes para aprovação dos pedidos de crédito. O serviço é para quem pretende obter créditos acima de R$ 50 mil.

Para a formação do Fundo, foi feita uma parceria com o BNDES. O denominado BNDES FGI funciona como uma espécie de fiador, que dá garantias de até 80% do valor de crédito, os outros 20%, o empresário precisa ter como garantia.

O governador Marconi Perillo ainda destacou que está sendo desenvolvida uma carteira de crédito de até R$ 2 milhões para emprestar a pelo menos 50 prefeitos para realizarem pequenas ações nas cidades.

Leia mais sobre:
Economia