24 de maio de 2024
Política

Kajuru usa tribuna do Senado para criticar pedágios no Brasil: “Serviço que deixa a desejar”

O senador Jorge Kajuru (Podemos) usou a tribuna do Senado nesta quarta-feira (25) para criticar as altas taxas cobradas nos pedágios pelas concessionárias de rodovias federais. Segundo o parlamentar “serviço deixa a desejar” e considera a situação “revoltante”. Como exemplo, ele citou a Triunfo Concebra, Concessionária das Rodovias Centrais do Brasil S.A., que atua em Goiás e que, em abril, aumentou em mais de 100% o preço do pedágio nas BRs 060, 153 e 262.

Kajuru lembrou, ainda, que fez uma representação contra a concessionária, com o deputado federal goiano Elias Vaz (PSB), há algumas semanas, junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) devido ao aumento no valor do pedágio.

No início do mês, inclusive, O TCU chegou a pedir explicações para a Concebra e também para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), sobre possíveis irregularidades cometidas em aditivo contratual, que permitiu reajuste de até 193% no pedágio em rodovias federais em Goiás. As tarifas foram de R$ 1,10, R$ 2,20 e R$ 4,40 para moto, carro e caminhão/ônibus, respectivamente, e passaram para R$ 2,55; R$ 5,10 e R$ 10,20.

Vale lembrar que um documento foi assinado para que a Concebra devolva o serviço da via até novembro de 2023 e que, em agosto de 2021, o Ministério de Infraestrutura aprovou o pedido de devolução da concessão do trecho da BR-153/060/262.

Ainda sobre o pronunciamento de Kajuru, o senador reforçou que a Concebra, que venceu a licitação em 2014, assinou um contrato por 30 anos, não entregou as obras previstas nas rodovias, como a duplicação do trecho licitado, faixas adicionais, contornos, vias marginais, acessos e construção de passarelas para pedestres.

“Não cumpriu o que prometeu em contrato, reajustou as tarifas de pedágio acima da inflação e, ao fazer acordo para devolver a concessão, ainda assim, é premiada com mais aumento no valor do pedágio. Um descalabro! Um acinte! Uma tapa bem dada na cara dos usuários, em desrespeito total, tratados como trouxas”, disse Kajuru.

Com informações da Agência Senado


Leia mais sobre: / / Política

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.