26 de junho de 2022
Política

Kajuru usa tribuna do Senado para criticar pedágios no Brasil: “Serviço que deixa a desejar”

O senador Jorge Kajuru (Podemos) usou a tribuna do Senado nesta quarta-feira (25) para criticar as altas taxas cobradas nos pedágios pelas concessionárias de rodovias federais. Segundo o parlamentar “serviço deixa a desejar” e considera a situação “revoltante”. Como exemplo, ele citou a Triunfo Concebra, Concessionária das Rodovias Centrais do Brasil S.A., que atua em Goiás e que, em abril, aumentou em mais de 100% o preço do pedágio nas BRs 060, 153 e 262.

Kajuru lembrou, ainda, que fez uma representação contra a concessionária, com o deputado federal goiano Elias Vaz (PSB), há algumas semanas, junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) devido ao aumento no valor do pedágio.

No início do mês, inclusive, O TCU chegou a pedir explicações para a Concebra e também para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), sobre possíveis irregularidades cometidas em aditivo contratual, que permitiu reajuste de até 193% no pedágio em rodovias federais em Goiás. As tarifas foram de R$ 1,10, R$ 2,20 e R$ 4,40 para moto, carro e caminhão/ônibus, respectivamente, e passaram para R$ 2,55; R$ 5,10 e R$ 10,20.

Continua após a publicidade

Vale lembrar que um documento foi assinado para que a Concebra devolva o serviço da via até novembro de 2023 e que, em agosto de 2021, o Ministério de Infraestrutura aprovou o pedido de devolução da concessão do trecho da BR-153/060/262.

Ainda sobre o pronunciamento de Kajuru, o senador reforçou que a Concebra, que venceu a licitação em 2014, assinou um contrato por 30 anos, não entregou as obras previstas nas rodovias, como a duplicação do trecho licitado, faixas adicionais, contornos, vias marginais, acessos e construção de passarelas para pedestres.

“Não cumpriu o que prometeu em contrato, reajustou as tarifas de pedágio acima da inflação e, ao fazer acordo para devolver a concessão, ainda assim, é premiada com mais aumento no valor do pedágio. Um descalabro! Um acinte! Uma tapa bem dada na cara dos usuários, em desrespeito total, tratados como trouxas”, disse Kajuru.

Continua após a publicidade

Com informações da Agência Senado