24 de junho de 2024
Medidas práticas • atualizado em 04/03/2024 às 15:50

Justiça transfere Beira-Mar e mais 22 presos de penitenciárias federais por medidas de segurança

Fernandinho Beira-Mar estava no mesmo presídio do qual os dois presos do Comando Vermelho fugiram. Operação sigilosa aconteceu no sábado (2)
Penitenciária de Mossoró, da qual Fernandinho Beira-Mar foi transferido. Foto: SNPP/Gov
Penitenciária de Mossoró, da qual Fernandinho Beira-Mar foi transferido. Foto: SNPP/Gov

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen) realizou a transferência de 23 detentos de presídios de segurança máxima federais. A operação aconteceu sigilosamente, no último sábado (2). Entre os presos transferidos estava Fernandinho Beira-Mar, membro do Comando Vermelho, mesma facção dos detentos que fugiram do Presídio de Mossoró.

Beira-Mar, que também estava em Mossoró, foi levado para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná. Ele havia sido remanejado para Mossoró recentemente, vindo do presídio de Campo Grande em 13 de janeiro.

Conforme a Globo News, ao menos outros dois detentos também foram transferidos de Mossoró para Catanduvas: Railan Silva dos Santos e Selmir da Silva Almeida. Os dois são do Acre e chegaram à Penitenciária de Mossoró junto com Deibson Nascimento e Rogério Mendonça, os detentos fugitivos, que escaparam no dia 14 de fevereiro e ainda seguem foragidos.

Em nota, o Ministério da Justiça reiterou que a medida visa aumentar a segurança interna nos presídios e trata-se de uma estratégia de rotina. “O remanejamento de presos no âmbito do sistema penitenciário federal é uma medida importante para seu perfeito funcionamento, pois visa impedir articulações das organizações criminosas dentro dos estabelecimentos de segurança máxima, além de enfraquecer e dificultar vínculos nas regiões onde se encontram as penitenciárias federais”, argumentou.


Leia mais sobre: / / Brasil

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.