27 de maio de 2024
Medidas

Justiça nomeia novo interventor para Penitenciária de Mossoró após fuga de presos

O interventor Carlos Vieira Pires, nomeado por Lewandowski nesta quinta (15), já foi ex-diretor da Penitenciária Federal de Catanduvas (PR) 
Carlos Luis Vieira Pires é agente federal de execução penal desde 2006. Foto: Reprodução
Carlos Luis Vieira Pires é agente federal de execução penal desde 2006. Foto: Reprodução

O Ministério da Justiça e Segurança Pública nomeou um novo interventor para a unidade prisional de segurança máxima de Mossoró (RN), após a primeira fuga de presos na segurança máxima federal registrada no Brasil. O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, assinou a nomeação de Carlos Luis Vieira Pires nesta quinta-feira (15).

Pires dirigiu a Penitenciária Federal em Catanduvas entre janeiro de 2019 e abril de 2023 e é agente federal de execução penal desde 2006. Desde maio de 2023, ele respondia pela coordenação-geral de Classificação e Remoção de Presos, do ministério, em Brasília.

A partir da determinação, Pires assumirá o cargo de Humberto Gleydson Fontinele Alencar, afastado após a fuga dos presos Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento, ocorrida na última quarta-feira (14), apontados como membros do Comando Vermelho.

A Penitenciária de Mossoró é uma das cinco penitenciárias federais de segurança máxima do Brasil. Cada uma das unidades, consideradas as mais seguras do país, possuem sistema de vigilância avançado, com captação de som ambiente e monitoramento de vídeo, que é replicado em tempo real na sede da Senappen (Secretaria Nacional de Políticas Penais), em Brasília.

De acordo com investigações prévias, os presos teriam escapado da penitenciária durante o banho de sol, por meio de uma abertura no teto da sela, que possui aproximadamente seis metros quadrados. Os fugitivos ainda não foram localizados e passaram a integrar a lista vermelha da Interpol.

Com informações da Agência Brasil


Leia mais sobre: / / / Brasil

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.