28 de maio de 2024
Eleições 2024 • atualizado em 07/05/2024 às 10:46

Justiça Eleitoral já recebeu mais de 1,1 mil registros de pesquisas eleitorais; 162 de Goiás

Do total, 1.187 pesquisas são sobre a intenção de voto dos eleitores para o cargo de prefeito
Somente em Goiás, já foram registradas 162 pesquisas de intenção de voto este ano. Foto: TSE
Somente em Goiás, já foram registradas 162 pesquisas de intenção de voto este ano. Foto: TSE

A Justiça Eleitoral já registrou 1,1 mil pesquisas de intenção de votos das eleições 2024 em todo o Brasil. Somente em Goiás, um dos estados com maior número de pesquisas registradas, foram 162 pesquisas de opinião, até o momento.

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do total de pesquisas no Brasil, 1.187 são sobre a intenção de voto dos eleitores para o cargo de prefeito e 573 para o cargo de vereador. Os estados que mais registraram pesquisas de opinião são Goiás (162), Piauí (148) e São Paulo (115).

Entre as regiões, a Nordeste lidera com 538 pesquisas, seguida pela Centro-Oeste, com 237, e pela Sudeste, com 226. A região Norte registrou 145, e a Sul, 41 pesquisas. De acordo com o TSE, o número de registros de pesquisas de opinião tender a aumentar, conforme o período eleitoral se aproxima: em janeiro, foram 107 pesquisas registradas; em fevereiro, 188; em março, 422; e em abril, 433.

O registro de pesquisa eleitoral é obrigatório no Brasil. O artigo 33 da Lei das Eleições de 1997 determina que as entidades ou empresas que realizarem pesquisas de opinião pública sobre intenção de voto devem registrá-las no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais (PesqEle) da Justiça Eleitoral até cinco dias antes da divulgação dos resultados.

O TSE ressalta que qualquer cidadão brasileiro pode consultar as pesquisas registradas. Além de contribuir para tornar o processo eleitoral mais transparente, a medida torna-se especialmente útil para que os eleitores não sejam vítimas de fake news, uma vez que poderão conferir a veracidade do que é divulgado, por exemplo, nas redes sociais.


Leia mais sobre: / / / / Eleições 2024 / Política

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.