19 de julho de 2024
Cidades

Justiça determina indisponibilidade de bens de Mauricio Sampaio

Desembargador reforma decisão e afasta Mauricio Sampaio de cartório

O juiz Fernando de Mello Xavier, que está respondendo pela 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual, decretou a indisponibilidade dos bens do cartorário Maurício Borges Sampaio até o limite de R$ 15.930.848,79.

O magistrado também determinou o afastamento cautelar de Sampaio do 1º Tabelionato de Protesto e Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídicas de Goiânia. A indisponibilidade alcança, principalmente, os bens imóveis do cartorário.

A liminar foi requerida pelo MP em ação civil pública por ato de improbidade administrativa, proposta em conjunto pelo coordenador do Centro de Apoio Operacional do Patrimônio Público, Rodrigo Bolleli, e os promotores de Justiça Villis Marra e Fernando Krebs .

Uma outra decisão judicial envolvendo o tabelião foi divulgada também nesta segunda-feira (19/8). O desembargador Fausto Moreira Diniz, que havia reintegrado Sampaio à titularidade do tabelionato na última semana, revogou essa medida e restaurou decisão que havia determinado a intervenção no cartório.


Leia mais sobre: Cidades